Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MANUELA

MANUELA. Descia as escadas rapidamente, olhava os outros alunos reparando com destreza mas não se incomodava mais do que já se sentia incomodada. O rosto vermelho talvez já indicava algum desastre em sua vida jovem.
As meias 3/4 eram a sua marca entre as outras alunas que já muito avançadas à década teimaram em abaixalas. As saias até os joelhos de Manuela eram também diferentes das outras, que teimaram subir até três dedos acima.
Olhando no espelho Manuela viu seus olhos iniciarem um ciclo de lágrimas e com raiva jogou todos os cadernos ao chão.
Uma carta caiu separadamente.
Ela, ao pegar a carta... lendo-a para si mesma, pensou que estava errada, e rasgando-a... deixou para traz todo seu rancor.

Manuela, saindo do banheiro feminino, enxugou as lágrimas e adentrou em sala segurando a sua vontade de gritar. Cabeça mais baixa que o normal, timidez agora escondida com a tristeza. Manuela calada. Olhou a frente pela primeira vez depois de seu momento de angustia extrema sentiu-se estranhamente bem, como um alivio repentino, respirou e começou a viver após superar com rigidez e inocência em conjunto a sua imensa solidão e tristeza em fração de minutos.
Daiane Rodrigues
Enviado por Daiane Rodrigues em 05/11/2006
Reeditado em 05/11/2006
Código do texto: T282531

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos (criação): Daiane Rodrigues. - Não é permitido usar esta obra para qualquer fim sem a permição da autora.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daiane Rodrigues
Américo Brasiliense - São Paulo - Brasil, 27 anos
392 textos (25458 leituras)
1 áudios (108 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:19)
Daiane Rodrigues