Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A verdade dos dias

"Agora já chega. Falarei a verdade, doa a quem doer. Cansei de ser cordeirinho. Agora vocês irão se escandalizar, sim, porque a verdade escandaliza. Contarei tudo que sei, sem medo. Posso sentir uma certa apreenssão em vocês. Estão com medo? É bom mesmo, pois colocarei tudo às claras. Minhas entranhas não suportam mais este peso, este peso que sufoca a alma. Não terei que mais ouvir suas injúrias. 'Fala covarde!' Jamais ouvirei isto. Não aceitarei mais insultos destes homenzinhos que aprenderam algumas letras com Wittgenstein e agora tentam formar frases tolas. Estes pseudos acadêmicos que aprenderam a unir sujeito e predicado com o auxílio de um verbo qualquer. Mas eu tenho o Logos, o Verbo, a Verdade. Confesso que a guardei por timidez. Não gosto de falar alto, pois a verdade só pode ser anunciada em alta voz. Sinto que alguma coisa ainda me oprime em não falar, mas a necessidade de alívio é maior. Aqueles que se acham irrepreensíveis, cuidado. Minha fala está armada das mais venenosas flechas. Qual um Tamoio em tocaia vigio seus passaos. E quando menos espera, catapum!, eis que a nudez te domina. Cuidado aqueles que sempre tiveram cuidado em se manterem imperceptíveis. Acabou a dissimulação, o fingimento, eis o tempo da nudez da alma humana. E toda esta revolução sujeita a minha fala. Preparem-se para a revelação máxima. A revelação do íntimo de seus pensamentos, de seus desejos, de seus sonhos. Vergonha. Eis o tempo da vergonha que se aproxima. Sinto um gozo tremendo. Sinto um prazer na alma em vê-los inquietos, surpresos, ansiosos. Ah, deixa a verdade ser anunciada!"
 
   - Teófilo! Teófilo, ei cara, acorda! Ele está chegando e nem começamos o esboço do trabalho. Cara, você sempre está distante, acorda!
 
   - Sim, sim, onde estávamos?
Rodiney da Silva
Enviado por Rodiney da Silva em 18/11/2006
Código do texto: T294930

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rodiney da Silva
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 46 anos
248 textos (11065 leituras)
2 e-livros (66 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:33)
Rodiney da Silva

Site do Escritor