Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SÓ DEUS SABE, SE MEREÇO! - Capítulo XVII (ÚLTIMO)

CARO(A) LEITOR(A), ESTE CONTO É ESCRITO EM CAPÍTULOS. PARA ENTENDER O FIM DA HISTÓRIA, SUGIRO LER OS OUTROS DEZESSEIS CAPÍTULOS. UM ABRAÇO. MARIA LÚCIA.


     Pensamos, às vezes, que não suportaremos mais, mas Deus que a levou, o mesmo Deus é consolador e dá força para vencer apesar de ser difícil, mas é possível.

     Quando está chegando a tarde, como hoje, num sábado, que não tem o "companheiro" trabalho é mais difícil. Ao olhar suas flores com que tinha tanto cuidado e intimidade, pedi ao jardineiro que sempre as deixasse muito bem tratadas, pois as queria sempre lindas como a dona.

     A vida é muito bela, mas para ser vivida ao lado de alguém especial, sozinho não presta, é muito vazia, sem nexo.

     Tenho muita pena dos meus filhos que ficaram sem a mãe tão cedo. Queria-a doente, desculpe-me Senhor Deus, o egoísmo, mas queria-a ao nosso lado. Não consigo acostumar-me com a morte. Se for pecado eu sou o maior pecador. Com isso, não estou contra Deus, porque se não fosse Ele, não saberia como me agüentava. Dou graças a Deus por sentir tanto, mas não deixar transparecer, levando uma vida aparetemente normal. Só as quatro paredes do meu quarto sabem profundamente o que sinto, o que sofro sem minha Helen.

     Oh! Deus de paz, Deus de amor, faça com que possa sair dessa situação porque assim não poderei mais viver!

     Jorge, um grande amigo, muitas vezes me aconselha. Diz ele:

     - Meu amigo, uma paixão se cura com outra paixão maior ainda!

     - É, Jorge, falar até que é fácil, o difícil é arranjar essa paixão. Não me interesso por mulher alguma, pode ser a mulher mais bonita do mundo, mas nenhuma tem o sorriso que Helen tinha, o jeitinho dela era diferente, a maneira com que enfrentava os problemas, as situações que lhe apareciam, ela se saía com heroísmo, por cima de tudo, sem portanto passar por cima das pessoas, porque o mais importante pra ela, era a amizade, o amor ao próximo.

     - É, Carlos, você tem razão, o importante não é só beleza, dinheiro, coisas materiais, o que importa é o íntimo.

     - Sabe, Jorge, pode ser que venha a me apaixonar algum dia, não digo que isso jamais vai acontecer, porque nossa vida está nas mãos de um Ser Supremo que nos dita tudo o que devemos fazer e como nossa vida se desenrola. Cabe a nós recebermos essas ordens e não fazermos nada para contrariá-lo, pois é Deus quem sabe o que nós precisamos. Espero que um dia Ele me dê o consolo. SÓ DEUS SABE, SE MEREÇO!
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Enviado por Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles em 27/11/2006
Código do texto: T302956
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Lúcia Flores do Espírito Santo Meireles
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 58 anos
152 textos (4029 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:20)