Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sinceridades?

_ Sim ainda gosto dela, beijo você pensando no perfume que ela usa. Quer mais algum detalhe sóridido?

_ Você é mau.

_ Só porque sou sincero?

_ Você poderia pelo menos falar de outro jeito...

_ Não venha com essa, você sabe muito bem. Eu sei que você sente quando não estou aqui, com você, enquanto te beijo.

_ Não, não sei do que você fala. Gosto muito de te beijar.

_ Você odeia, odeia quando me beija e eu estou assim. Eu sei. Ou você acha que não percebo quando você tenta me seduzir mesmo estando já seduzido.

_ Odeio quando você faz isso. Não tem necessidade, eu tento estar do seu lado da melhor maneira possível.

_ Você tenta se enganar. Essa necessidade que tem de estar com alguém. De se apegar demais a alguém. Esse, esse....    grude! Todo, é ruim!

_ Mas que que eu posso fazer? Sinto vontade de estar com você toda hora!

_ Não tem uma vida pra viver não? Precisa viver a minha?

Uma lágrima escorre.

_ Não me leve a mal. Mas você tem que viver uma vida! Ter amigos, sair com outras pessoas. Sinto como que sugando a sua existência.

_ Você é louco! Você não gosta de mim falando essas coisas. Porque fala isso?

_ Amor, eu gosto tanto de você que quero o melhor. Mas o melhor para você é absolutamente diferente do que é melhor pra mim.

_ Ah! Você se acha todo culto, cheio de idéias. Pronto sempre para discutir sobre qualquer coisa e emitir suas brilhantes opiniões. Mas você não age! Você é estúpido porque fica parado aí, sentado. Lendo, enquanto o mundo te come a cada dia.

_ Eu sei.

_ Então é iss.... o que? Você o que? Você sabe?!

_ Sei completamente. Mas não consigo achar um jeito de agir sem que me contradiga, sem que caia na mesmice que sempre enfrento. É duro saber que se você ajudar 10 pessoas estará fodendo a vida de 1000.

_ Mas a vida é assim!
_ NÃO! Não é! Não tem que ser! Você Não percebe que a vida só é assim porque somos feitos acreditar nisso!?

_ E você vai fazer o que? Deixar sua vida passar pelos seus olhos? Perder sua vida?

_ Se for para o bem comum, eu perco mesmo.

_ Você não pensa em você mesmo. Há de ser um pouquinho mais egoísta.

_ E você há de ser muito menos!

_ Você diz que eu sou egoísta?

_ Totalmente e absolutamente.

_ Seu merda! Você não sabe do que fala. Você não tem noção de quanto me sacrifico por você!

_ E você acha que se você se sacrifica porque quer eu tenho a responsabilidade de retribuir? Você arruma suas idéias e me culpa depois?

_ Você hoje está querendo destruir nosso relacionamento?

_ Não, só estou falando algumas verdades cruas que batem como pedras em suas fantasias do mundo, mas ainda a amo e quero estar com você todos os dias da minha vida até que a morte nos separe.

_ Te odeio! Porque eu te amo! De verdade!

Beijo enlouquecido.
leandroDiniz
Enviado por leandroDiniz em 04/08/2005
Código do texto: T40118
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
leandroDiniz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
260 textos (273077 leituras)
3 e-livros (430 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:08)
leandroDiniz