Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA HISTÓRIA DE TODO DIA


FILA DE BANCO ... A Mensagem!


Nadir Silveira Dias


Em fila de banco ouve-se de tudo.
Até mesmo a quase-confissão de um pobre e esclarecido cliente que fora incitado à quase-fúria pelo gerente e não deu outra: obteve o gerente o que queria.
Dizia o cliente: - Eu não posso ir ao Banco Unix porque tenho medo que me peguem.
Uma vez quis pegar o gerente pelo gasganete e acho que não pega bem voltar lá.
Um outro provocou: - Embora se saiba um pouco do que pode se tratar, diga lá porque quis pegar o homem.
E o outro não se fez de rogado: - Pois olha, o gerente tava com o peito que era uma quilha de pomba.
Estufado, estufado, que dava nojo, e nós todos ali, feito patos, esperando, esperando, para pagar o salário dele.
Eu só quis fazer ele dar uma desinflada.
E desinflou. E ainda consegui escape!


Extraído do livro de bolso "Satírico & Afins" - Minidicionário Porno-erótico-filosófico-folclórico-político-social-satírico-sarcástico-sensual, Nadir Silveira Dias Editor, Porto Alegre, 2004.


Escritor e Poeta – nadirsdias@yahoo.com.br
Nadir Silveira Dias
Enviado por Nadir Silveira Dias em 01/09/2005
Reeditado em 10/03/2006
Código do texto: T46748
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nadir Silveira Dias
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1036 textos (153826 leituras)
4 e-livros (380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:34)
Nadir Silveira Dias