Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma dama, apenas uma!

Chorou sua vida amargurada, olhou no relógio, perguntou quanto ficava e eu falei:
– Não se incomode, está pago. Pela companhia! – e dei meu cartão, seguro de tê-la agradado.
Acho que ela entendeu “pago pela empresa”, mas não! Pela companhia dela, oras! Eu sei que a moça se levantou, dei o rosto ela apertou minha mão, e saiu do bar com o rosto sequinho, sequinho. Atriz? Hum... Não quis encanar. Só pensei comigo: “por onde andam as damas de antigamente, ou, de hoje em dia”?
Noutra noite, eu, com manias de quem sai sozinho, fiz o convite:
– Uma bebida com a senhorita? – reparei que ela não usava aliança.
– Uma bebida... Por que não? – e sorriu, com seu copo seco havia uma hora e meia, doido por um refil.
– Prefere beber no balcão ou ir para uma mesa? – pra minha mesa...
– No balcão mesmo. A não ser que te incomode... – e buscou resposta com o rostinho.
– Se está bem para você aqui, o que é minha mesa reservada perto disso? – com meu jeito espirituoso ganhei outro “só-riso”.
– Que perfume é esse? – a coelhinha fungando o ar.
– Hambúrguer. – maroto, apontei para a chapa.
– Perguntei pelo perfume, não pelo cheiro... Seu bobo! – “bobo” é ótimo, quando falam “palhaço” que é problema.
– O meu perfume? Ah, não conto. – buscando o interesse da jovem.
– Ah, mas eu preciso saber! Nunca senti antes... – aproximando o nariz do meu pescoço.
Quarenta e sete semanas sem que uma só fêmea se aproximasse tanto de mim! Segurei suavemente seu queixo com a frase: “tome cuidado com homens que se perfumam muito” – e tasquei-lhe um beijo, preparado, sempre, para receber a tal da “bofetada”, mas não...
Com o karatê da própria moça, eu beijei o chão antes mesmo de tocar seus lábios. E, imobilizado pela faixa marrom, gritei a covardia:
– Socorro! Uma dama, por piedade! Acuda esse cavalheiro sedentário!


Marcos Ba˘
Enviado por Marcos Ba˘ em 03/09/2005
Cˇdigo do texto: T47209
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Ba˘
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 35 anos
26 textos (2503 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 09/12/16 13:34)
Marcos Ba˘