Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perfume

Narravam uma belíssima história, aqueles cachos desenhados para a perdição. O sol brincando de torná-los perfeitos.

A moça sentou-se no que antes era eu e despiu-me os pensamentos, maliciosamente.

Não Pude desvendar-lhe o rosto. Entretanto, o pretume dos cachos bastaram para o nosso romance. Eterno nos seus parcos minutos.

Amei-a intensamente, dentro do tempo e do espaço. Amei-a após isso também. Amei-a até ela ir embora, na corrente de rios invisíveis, deixando um fio de cabelo onde, hoje, leio o passado.

Os dias possuem cheiro. E cada cheiro provoca um pouco de dor.

No momento em que escrevo, o perfume daquele dia me parece distante, remoto, vaguíssimo. Esquecido.

Longe de mim mil metros.
Danilo Reis
Enviado por Danilo Reis em 02/11/2007
Código do texto: T720942

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedoautor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Danilo Reis
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 30 anos
32 textos (976 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:04)
Danilo Reis