Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

zona de silêncio

ZONA DE SILÊNCIO


Aqui ninguém chora. Embora haja murmúrios e sopros de instantes pedregosos e vales infindáveis.

Aqui o rio desfila, não corre. E sementes navegam no vento, onde o pólen visita os mais escondidos galhos , levando a vida.

Aqui, os passarinhos têm muitas asas, pois voam aceleradamente, empreendedores notáveis.

E as corujas não negam sua parte. Notívagas, compõem esse panorama imenso.

Orquestra zelosa, a Mater  Concepta  aninha seus filhos, na glória da terra ,em terna poesia.

Pastagens, riachos, montanhas, entranhas, cavernas, florestas, estrelas, flores e folhas ingestas, acorram todos para o ventre da terra. É chegada  a hora.

O mundo completa suas voltas... cada elemento correndo atrás do outro, para que o planeta se recomponha.

                                             GARDÊNIA                15/11/07
gardênia
Enviado por gardênia em 17/11/2007
Reeditado em 20/11/2007
Código do texto: T740485
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
gardênia
São Paulo - São Paulo - Brasil
397 textos (11591 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 19:20)
gardênia