Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não deu



 Alexandre Lucas

É segunda-feira, cinco horas da manhã, alguma coisa lhe acorda desesperadamente. É o despertador gritando repetidas vezes com suas palavras: acorda, acorda,acorda ... e você com os seus pensamentos: durmo, durmo, durmo...

            Seis horas, você decide encarar, ainda dormindo pula da cama e sai tombando no que encontra pela frente, tem que ser rápido, esquece de dar bom-dia, não dar tempo. Já são seis horas e quinze minutos, o café está sendo preparado. Você continua com a mesma roupa que foi dormir: a blusa clássica, aquela camisa branca furada que recebeu na ultima eleição e aquela cueca de elásticos esquecidos.

            O café está pronto,seis e trinta da manhã. Você tem que ser mais rápido, basta um gole de café, é o suficiente, nem que seja para queimar a língua, não resta tempo para assoprar, pegar uma bicada de pão que dar para engolir, você não tem tempo para mastigar.

            Seis horas e trinta e cinco minutos da manhã, quase não há mais tempo, você sai correndo de casa pulando postes e quarteirões para encurtar o caminho.

            Enfim, alívio, sete horas da manhã, você chega ao trabalho, todos notam a sua chegada, mas não dar tempo para marcar o ponto, você é demitido por justa causa: Atentado ao pudor.

            Aí, só você lembra que esqueceu de trocar  a roupa de dormir.
Alexandre Lucas
Enviado por Alexandre Lucas em 12/01/2006
Código do texto: T97799
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Lucas
Crato - Ceará - Brasil, 38 anos
110 textos (4236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:39)
Alexandre Lucas