Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COM VOCÊ, EU VOU!...

Todo caminho conduz para trás.
A cada jornada, nos aproximamos do final que é o início de tudo.
Estamos vivendo um momento muito particular, só nós dois sabemos a importância dessa “traição”.
Traição maravilhosa via satélite. É só o "BIP" cantar e...
Como tudo nos conduz para trás, cheguei hoje numa curva maravilhosa, a curva da vida, que me remete a outras curvas não menos deliciosas...
Curvas é incerteza.
Curvas é sabedoria.
Curvas é o elemento purificador e testador da capacidade do Ser.
Se assim não fosse, as estradas seriam sempre retas.
É na curva que os sentidos se aguçam.
É na curva que os pneus se agarram e “cantam”, deixando gravada a marca da perícia ou do fracasso.
É nas suas curvas que o meu devaneio surge e o meu coração capota.
Capotando agora na recordação, lembrei-me de quando era pequenino e feio, numa cidade feia e pequenina, de pernas  finas e feias, cinzentas e riscadas, e sobre os velhos chinelos, e dentro do surrado calção, tremiam.
Tremiam, e tremiam; tremiam tanto que às vezes me jogava ao chão quando ela surgia;
Linda, grande e formosa!
Parecia a deusa da lua ou a encantada do mar.
Então, aí, as pernas tremiam, o coração batia, o mundo se partia e eu... caía!
A deusa tinha um nome, e o seu nome era... Amor, paixão e dor!
Na pequenez do meu ser, ela se agigantava.
Enquanto crescia, eu encolhia dentro da minha insignificância.
Como era linda, grande, divina e formosa.
Nas suas curvas e na minha ilusão, eu capotava e morria. Na mão!...
Morria seguidamente; morria todos os dias...!
Era um amor tão grande, tão intenso, que eu quase não comia, não dormia, não bebia. Só brincava de morrer, e morria!...
As vezes tinha até dúvidas se existia!
Simplesmente vivia...,
Numa agitada apatia...
Alimentada pela ilusão produzida pelo pensamento;
E quando ela novamente surgia, era um novo dia;
Um novo sofrimento, uma nova e linda ilusão;
Naquele instante eu deixava de ser "um joão..." e me Transformava no Ser mais iluminado da região;
Para logo depois, verificar que era somente ilusão...
Eu morria, mas logo depois nascia;
Aí sim! eu realmente tremia, e verificava que existia.
Era um sofrimento de alegria e de contentamento que sempre surgia...
Era a dor da vitória, a dor que não doía, a dor da tristeza que se transformava em alegria;
aí sim! a dor não doia; dava prazer, dava contentamento e gozo;
Era a vitória do "Sado.."
Ummm! como eu amava o deus da perversidade!...
Eu chorava,e também sorria, como gritava e gemia.
Ah! Que tempo bom, e quão bom é o caminho do tempo...
E agora, depois de curvas e aclives, me aproximo realmente do final que é o meu início!
E, quando um beijo  me deu, o mundo fendeu, e eu....
Amor da minha vida, retornei!
As minhas pernas novamente tremem; meu coração acelera, o chão se abre e eu desfaleço com um simples “Bip”!
Não sei se é amor ou paixão, tesão ou...
Só sei que é...VOCÊ!
QUE VOCÊ É A MINHA RAZÃO OU IN-RAZÃO...
Que veio me rejuvenescer;
a vida me devolver;
Me conduzir pelo caminho do amor;
Segurando na minha mão, disparando meu coração, soprando no meu ouvido suas loucuras sem razão, me lambendo com tesão e, quando me olha com a cara angelical...;
Esqueço meu passado,
Não escrevo meu futuro,
chuto as regras sociais e...,
simplesmente digo:
EU VOU!...
EU VOU!...
EU VOU!...
MIL VEZES EU VOU!...
COM VOCÊ, EU VOU!...
-----------------------
Na condição de seres multicelulares, e gerados da unicelularidade (zigoto), a falência constante das células, nos conduz ao retorno, ao princípio das coisas, à unidade.
RAYSAN DE SOUZA
Enviado por RAYSAN DE SOUZA em 12/07/2006
Reeditado em 01/11/2014
Código do texto: T192398
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
RAYSAN DE SOUZA
São Paulo - São Paulo - Brasil
235 textos (45008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:02)
RAYSAN DE SOUZA