Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espinho

Esta noite tive um sonho lindo!  Seria isto um sonho?
Não era real! O mais real que já tive em toda minha vida...

Sonhei que andava por um bosque escuro quando, de repente, vi uma luz intensa, fortíssima, que me ofuscava a vista.  Curioso, fui chegando perto e vi que a luz esplendorosa se desprendia de um homem sentado, recostado a uma árvore.
Qual não foi minha surpresa quando, ao chegar bem perto, vi que era um anjo!
Fiquei atônito: ajoelhei-me com temor e respeito ao mesmo tempo.
 
Foi quando percebi que o anjo chorava!!!

- Oh Anjo – disse - por que choras?  Choras pelos desgraçados e sofredores da Terra, que não conhecem a Deus e são vítimas de sua própria ignorância?

- Não meu irmão!  - disse o Anjo -

- Então choras pelos que, mesmo conhecendo a Deus, transgridem suas leis, acarretando para si próprios maior carga de responsabilidades?

- Não irmão!  Não é este o motivo de meu pranto!

- Mas então porque choras, afinal?

- É que, caminhando por este bosque, pisei em um espinho que está cravado na sola do meu pé!  Por favor irmão, puxe o espinho para que possa me ver livre deste terrível e doloroso fardo.  Procedendo assim, lhe serei eternamente grato, e até lhe concederei um desejo!

- Certamente que sim - disse alegremente

Ao puxar o espinho, o anjo dá um forte brado (grito) e eu acordo do sonho assustado.
 
Tenho certeza que ele fez de propósito, para não ter de me conceder meu desejo!

Até hoje não consegui entender qual era a desse anjo. Acho que estava mesmo era tirando uma com a minha cara.
Mas conforme for, sempre ha outros espinhos pelo caminho na vida... (e os anjos sempre andam descalços)

Ainda nos veremos novamente um dia
André da Costa
Enviado por André da Costa em 27/07/2006
Reeditado em 31/07/2006
Código do texto: T203478
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André da Costa
Viradouro - São Paulo - Brasil
38 textos (4517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:13)
André da Costa