Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O INDUSTRIAL E SEU FILHO PLAYBOY

Certo dia um industrial soube que iria morrer em pouco tempo.
Nervoso com o acontecimento trágico que envolvia sua vida, ele preocupo-se com seu patrimônio conquistado, por uma vida toda de trabalho, e também com seu único filho, que de playboy tinha tudo.E angustiado ele não sabia o que fazer naquele momento.Então idéias fantásticas lhe vinham à mente, mas nada do que pensava podia transformar as atitudes do seu filho em questão de meses, visto que ele levara uma vida toda de esbanjamento de dinheiro, e sem  responsabilidade.
O que fazer para mudar este quadro rapidamente?
Como mudar as atitudes do seu único filho fazendo-o responsável, tolerante, humano, mostrando-lhe o valor de cada coisa que possuirá nesta vida?
Difícil decisão a tomar, pois seu patrimônio era grande, e ele não sabia como mudar as atitudes dele em pouco tempo, pois erroneamente ele criou seu filho concedendo-lhe cada desejo manifesto por ele, pois há muito tempo sua mãe os tinha deixado indo ao encontro de Deus.
Ser pai e ser mãe ao mesmo tempo, fez com que este grande industrial concedesse muitos mimos ao seu único filho.
E esta forma de compensação que o pai usou, foi um grande erro para a personalidade de seu filho.
É agora ele tinha que tentar concertar este erro rapidamente transformando-o, pois seu tempo estava contado com a grave doença que lhe roubava dias de sua vida, e muitas famílias dependeriam da boa administração do seu filho para sobreviverem em suas empresas.
O grande empresário estava com a consciência tumultuada neste momento difícil, pois ele era um homem humano, cristão e cheio de bondade no seu coração. Ele se preocupava com o futuro de seu filho e com as famílias que dependiam do emprego que a suas empresas lhes proporcionavam.
Não ele não podia deixar que inúmeras pessoas perdessem seu trabalho, por falta de uma boa administração de seu filho.
Certo dia buscando forcas em Deus ele visitou uma igreja, e ele viu pessoas humildes a sua volta e ficou observando-as de longe.
Ao olhar a cruz de Cristo ele encheu-se de inspiração, pois sentiu o próprio Deus falar ao seu coração naquela noite.
Era uma grande e perigosa idéia, mas ele tinha que arriscar tudo naquele momento difícil que se encontrava.
Sem dizer nada do seu estado físico ao filho, ele lhe impôs uma condição para continuar com ele em sua casa.
Sim ele chamou o filho e lhe disse:
Meu filho você é formado em administração de empresas, mas nunca trabalhou em nada, mas agora quero que você faça um estágio complicado, porem essencial para que você continue recebendo seus ganhos mensais e que continue morando comigo.
Nesta altura o filho foi colocado em chekmate, pois seu pai lhe provia todo o seu sustento e se ele não cedesse à idéia dele ficaria sem nada.Então depois de pensar bem no que responder ele aceitou o desafio e perguntou o que ele deveria fazer neste mês lhe imposto.
Seu pai friamente lhe disse: Você tem que morar no meio de uma favela, no mínimo por um mês sem nenhum ganho da minha parte.
Totalmente apavorado o filho não queria aceitar, mas a imposição do pai o venceu totalmente, quando ele lhe disse que precisaria ver como sobreviviam as pessoas mal providas financeiramente na favela, e que no termino deste período ele ganharia um grande premio.
Pronto o filho tambem tinha um grande coração e adorava enfrentar os desafios que por vezes seu pai lhe colocava, mas este era demasiadamente um grande desafio para se enfrentar.
Ok, ele aceitou o grande desafio de morar na favela.
Seu pai antecipadamente já havia escolhido um barraco com roupas para que ele usasse de acordo com o local que ele moraria desde então.E na saída de sua casa ele recebeu alguns passes de ônibus, que de forma surpresa ele os pegou, mas não sabia como usa-los, pois a vida toda ele teve seu motorista particular e depois seus próprios carros.
Na favela quando chegou foi direto para seu barraco, e de cara se deparou com alguns bêbados fazendo confusão e desrespeitando as mulheres.
Alguns dias depois, no meio da noite, ele ouviu uma mulher saindo com seus filhos nos braços para ir às ruas.
Ele a questionou onde ela estava indo naquela hora com as crianças, e ela lhe respondeu que estava indo em busca de alimento para dar aos seus filhos.
Emocionado ele voltou para o barraco e pensou nos restaurantes que ele freqüentava e na mesa farta que ele tinha todos os dias em sua casa, que por sinal ele vivia reclamando do cardápio do dia.
Durante uma tarde enquanto ele observa o morro, algumas crianças chegaram perto dele com vestimentas simples porem arrumadas, lhes mostrando sua vestimenta para ir à missa.
Então as elogiando, ele viu que mesmo sem nada elas acreditavam num Deus vivo que lhes trazia esperança de vida e de um dia melhor.
Pois elas se sentiam abençoadas por Ele ter-lhes dado pelas mãos de alguém, aquelas roupas usadas para cobrir-lhes do frio.
Um sorriso lindo destas crianças lhes confirmou a alegria por elas terem o mínimo, as fazendo infinitamente feliz.
É esta nova visão do mundo, somente na favela ele poderia aprender, e foi ai que ele entendeu o propósito de seu pai, lhe mandando morar entre os necessitados e desprovidos socialmente.
Envergonhado com uma vontade louca de voltar para casa ele se conteve, esperando o dia combinado para isto, pois com certeza ele ainda teria muito que aprender, considerando que agora ele já sabia o propósito de seu pai.
Os dias passaram amargamente com muito aprendizado, ate que um dia um pai de família desesperado tentou tirar sua própria vida na frente da sua família, porque ele havia perdido seu emprego que lhe garantia o único sustento de sua família.
O jovem milionário apavorado presenciou aquela cena e pensou nas inúmeras famílias que dependiam da estabilidade das empresas de seu pai.
É responsabilidade com o ser humano é fundamental, pois nossa irresponsabilidade pode destruir muitas famílias.
Chocado com tudo que aprendera, ele voltou ao pai no tempo combinado, já levando consigo aquele pai de família que queria tirar sua própria vida, e que agora tinha uma chance pelas mãos deste playboy de outrora.
O encontro do grande empresário com seu filho foi emocionante, pois o filho em lagrimas apresentou seu novo amigo pedindo-lhe um emprego.
Depois disto estando sozinho com pai ele pediu um trabalho para ele mesmo, afirmando-lhe que ele acabara de fazer uma linda faculdade, e que havia se formado com méritos, pois ele aprendeu na carne o que é humildade, domínio próprio, coerência, respeito a Deus, e responsabilidades com o ser humano.
É... Este rapaz finalmente transformou-se radicalmente  numa ótimo administrador na área de humanas e em administração financeira, e agora sim estava apto a administrar o império que o pai lhe deixaria em breve.
Esta é a historia de um pai sábio que soube ser sábio na hora certa, e de um playboy irresponsável, que se tornou um ótimo ser humano.
E quanto a você?
Será que você tem que passar por uma provação desta, para dar valor aos menos favorecidos?
Esta é a hora de repensarmos em nossas atitudes e na vida que levamos!
Glaucia Duarte
Enviado por Glaucia Duarte em 18/09/2006
Reeditado em 18/09/2006
Código do texto: T242878

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Glaucia Duarte
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
1955 textos (250925 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:38)
Glaucia Duarte