Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A HORA DOS PIRULITOS

Era dia de festival... Cada carro deveria ter seus quadrados enfeitados de bolas coloridas... Os motoristas, seguindo a tradição dos séculos, usavam os saborosos chapéus das frutas colhidas na véspera, logo ali em cada nuvem amarela.

Como sempre faziam, deixavam os pirulitos que nasciam nas azuis para as crianças, que depois do desfile corriam até cada um dos ninhos e deles colhiam os mais brancos... Eram os pirulitos das nuvens azuis aqueles separados para esta celebração.

E o sorriso era afoito, as palavras desencontradas tamanha alegria em cada morador da neblina que comemorava seu centenário. Desde a fundação, foi a escolha não lhe dar um nome. O importante seria, como veio confirmar a história, o espírito de cada habitante, a feição de afinidade com o estilo normativo criado para reger tal comunidade.

Enquanto os homens eram os responsáveis pelos carros e seus adereços, as mulheres ficavam às voltas da sinalização dos telhados, pois cada curva era um perigo para espectadores e participantes do desfile: colocar os laços indicativos de cada uma delas, as cores apropriadas, era fundamental para a segurança de todos.

Não havia competição, nem rivalidades... Só que, respiração de homem, o gosto pela velocidade... As sábias mulheres se precaviam! Afinal, brincar de carro, quadrados deles com os enfeites de bolas e a criançada na impaciência pelo final de tudo para degustar os pirulitos cultivados durante a década inteira...

Talvez por isso mesmo colocavam sempre o preá para vigiar os relógios, a fim de que nenhum engraçadinho adiantasse as letras para o desfile passar logo e, claro, a hora dos pirulitos chegar.
ana K
Enviado por ana K em 19/09/2006
Código do texto: T244467

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ana Karina Dutra - www.kaka-anak.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ana K
São Paulo - São Paulo - Brasil
219 textos (15872 leituras)
3 e-livros (265 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 16:07)
ana K