Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Máscara

Em certo lugar onde quase todas as pessoas se conheciam, começaram a suceder certos acontecimentos muito estranhos e invulgares: um jovem desapareceu; as galhinhas deixaram de por ovos; as árvores davam frutos, mas, quando estavam maduros desapareciam; o pão que ficava a cozer no forno sumia-se, todos estes casos deixavam os moradores muito preocupados. O mais esquisito é que tudo isto começou desde que apareceu naquele lugar uma estranha figura vestida de negro e usando uma máscara, ora os habitantes embora achassem esquisita aquela pessoa, deixavam que ela vivesse entre eles porque os seus gestos e o seu modo de andar lhes eram muito familiares. No entanto os acontecimentos que sucediam levaram estas pessoas a desconfiar daquele mascarado, tanto assim que combinaram, entre elas, uma forma de esclarecer tudo isto.
As pessoas começaram a fazer vigílias à noite para guardarem os seus bens, fazendo turnos uns com os outros. Verificaram que desde que passaram a usar este método, os acontecimentos sucediam com menor regularidade, e só aconteciam quando algum dos vigilantes adormecia no seu lugar de vigia.
Passado algum tempo o jovem que desaparecera voltou de novo ao seu lugar; os estranhos acontecimentos deixaram de suceder e o mascarado sumiu-se.
Depois de muitos anos o jovem desaparecido, que, agora já era avô, contou esta história aos seus netos e levou-os a um sótão onde havia uma arca fechada, a qual o velho homem abriu e de onde retirou umas vestes negras e uma velha máscara, que colocou no seu rosto, assim desvendando todo o mistério aqueles meninos, que ficaram espantados, mas, muito contentes por, finalmente tudo se ter esclarecido.
M Piçarra
Enviado por M Piçarra em 23/09/2007
Código do texto: T664758

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
M Piçarra
Portugal
516 textos (16406 leituras)
2 áudios (147 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 16:49)
M Piçarra