Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem Ama não vê



Estava eu na Rodoviária tinha ido encontrar um de nossos clientes,
Acabava de chegar um senhor bem apresentável, e que não conhecia bem o
Rio de Janeiro; e enquanto eu esperava, ele abordou um assunto interessante; ele dizia que veio ao Rio para tentar encontrar um sujeito que
Veio recentemente lá da sua cidade.

Ele disse que o sujeito chegou na cidade, e em pouco tempo já estava de certa forma conhecido e minha família tem muitos negócios; e ele começou a trabalhar nas empresas, e se mostrando muito competente, passou a gerenciar os negócios; E para piorar as coisas, minha irmã era separada do marido, se apaixonou pelo sujeito e com isso agente foi afrouxando a vigilância; o sujeito passou A morar dentro da casa do meu pai, como marido dessa minha irmã.

CONFORME  o tempo ia passando, Meu pai percebeu que ele estava mudando o tratamento com ela, e como o
Velho não é bobo, desconfiou que isso podia ter alguma coisa a ver com as finanças e pediu uma auditoria na empresa; ele genro ficou meio insatisfeito, e resolveu pedir que o dispensassem do cargo pelo menos até
Que tudo se esclareça, e disse para minha irmã que enquanto isto ele vinha
Ao rio visitar uns parentes, e voltava para assumir seu posto; ele disse que
Estava tranqüilo quanto as desconfianças do velho.

Pediu que ela não comentasse sobre a sua viagem, para não acharem que ele estava saindo para não ser investigado, por que ele sabia que ali só ela
Confiava na honestidade dele; ela o deixou escapulir; Ai ele me disse:- o
O senhor pode ter certeza o amor é cego mesmo; o amor não vê; ele deu um desfalque de cento e trinta e cinco mil Reais.

Isto o que foi apurado; eu perguntei será que ele veio mesmo para o Rio? É
Para onde ele falou com ela! Será que ele falou a verdade desta vez? Porque
Desta vez? O senhor sabe de alguma coisa? Não, é que pessoas assim não
Dizem a verdade nunca! Já me contaram uma história muito parecida; era
Uma moça chamada Cristina, ela também amou demais, e se deixou levar. Por esse amor.

Como era o nome do sujeito, Aquele homem usou as minhas palavras me disse também:- não vai adiantar gente
Assim nunca dizem o nome certo não é verdade? Eu me interecei pela história; então façamos o seguinte! Vamos procurar a tal Cristina, de quem lhe falei; ela ficou satisfeita, de ter sido procurada, e deu as características do seu ex-marido, inclusive foto; e aquele senhor concluiu; Tratava-se da mesma pessoa.

Profissional em dar golpes em mulheres;
Cristina se lembrou que quando ele apareceu, ele falou alguma coisa de Linhares; ela foi a Linhares com uma foto dele, e lá perguntou pessoas se conheciam, ou se pelo menos tinham visto; E um senhor de cabelos grisalhos, perguntou:- o que foi que esse sujeito aprontou, moça? Cristina perguntou novamente:- o senhor o conhece?  Conheço sim! Se me disser do que se trata, eu digo.

Cristina falou:- esse sujeito é um golpista; o velho disse moça, esta acusação é muito séria! A senhora tem certeza? Cristina disse e é ele realmente que o senhor conhece, do que estou dizendo, eu tenho certeza o homem mandou que Cristina entrasse no carro dele, e foram, ele tinha uma fazenda afastada da cidade, era viúvo e morava com duas filhas: era Fernanda, e helena; Fernanda contou quando os carros vinham lá na curva da estrada, ele estava aqui em frente a janela; a mala dele fica sempre arrumada, e como a mala não está lá ele deve ter saído.

Helena disse ter visto quando ele desceu pelos fundos, e caminhou para o lado da BR os carros um era do delegado que por medida de segurança caso fosse o sujeito, o delegado já o grampeava; mas ele foi mais esperto fugiu.
Mas como a foto dele tinha sido espalhada nos pontos principais do rio de janeiro, minas, são Paolo, e espírito santo.

Depois desta investida, descobriu-se que ele pretendia fazer o mesmo com o dono da fazenda, onde ele estava agora; mas graças a iniciativa dessa família do Paraná, e posteriormente o empenho de Cristina,  o sujeito foi pego. Ele tinha uma mulher que administrava  o dinheiro dele; ela também já foi capturada e está presa. Esta sempre foi mulher dele, e nunca se separaram.

Era através dela que ele conseguia manipular as pessoas, e quando fugia, tinha como aplicar o fruto  do seu trabalho, para sair para outra em seguida.

               
sterquini
Enviado por sterquini em 29/11/2007
Código do texto: T757233

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sterquini
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
512 textos (28519 leituras)
20 áudios (2920 audições)
3 e-livros (10 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 03:11)
sterquini

Site do Escritor