Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Magia do amor

Eu fugi para não continuar sendo o mesmo a minha vida toda; era uma vida medíocre, sem perspectiva, e por isso resolvi lutar por uma vida melhor; tive bons momentos não posso negar! mas sofri também maus bocados  descobri que seja onde estiver, a vida não é o mar de rosas que pensamos ter; ela é cheia de altos e baixos; obstáculos em sua trajetória; os problemas vão conosco para onde vamos, eles só mudam de endereço, assim como nós mudamos.

Eu só voltei por que segui o conselho de um amigo desconhecido; ele estava sentado no banco da praça, e por que motivo não sei, ele me disse:- desculpe-me a intromissão; o amigo está com problema! Eu dando uma de durão, respondi:- Eu não! Aquele senhor me pediu desculpa, e eu sai; andei alguns passos e voltei; Sentei-me do seu lado, e ele me disse:- Eu sabia! Eu
Perguntei:- Sabia o quê? Ele falou calmamente:- eu sabia Que o senhor ia voltar; eu perguntei:- E o que mais o senhor sabe? Ele me respondeu:- As voltas que o mundo dá.

Vocês enquanto jovens pensam que sabem tudo! Mudam de lugar, achando que a vida vai sorrir para vocês, como se ela tivesse ficado feliz com a mudança;  Mas não é bem assim a vezes que ela cobra um preço; especialmente quando se faz as coisas impensadamente. Por exemplo:- Ela não facilitaria nada para alguém que esse talvez não seja o seu caso, alguém deixa para trás uma família que ainda que  não sejam todos, mas alguém chora a falta dele ou um que deixa a mulher que sonhava viver com ele e respeitá-lo pelo resto dos seus dias, e essa pessoa sofre sem culpa coitada, só por que amou errado; amou uma pessoa capaz de abandoná-la e partir.

Bom nesse caso não sou eu mesmo eu não tinha nem namorada! Claro quem sou eu para dizer; mas faz o seguinte, volta para sua terra, é lá o seu lugar! Vai procura as pessoas que demonstravam gostar de você, e converse com cada uma delas, e você verá como será melhor; vai, quando voltar por aqui, me de noticias eu vou estar sempre aqui.

Agora eu vou continuar a história, por que o Livio vai estar muito ocupado.
Quem é o Livio? É o protagonista da história, ele seguiu os conselhos do velho bruxo, e o primeiro que ele procurou foi eu, como um de seus amigos.
Depois ele se lembrou de alguém e foi, era a casa de dona cândida, uma senhora que ficou muda desde que o marido faleceu ela com o choque, não falou mais.

Quando Livio chegou na casa dela, ele não sabia do seu problema; Ele a cumprimentou, e perguntou se Ritinha havia se casado, a mãe respondeu:- não, ela disse que só tinha um rapaz aqui com quem ela se casaria, mas ele sumiu, era um tal de Livio, ele era filho do senhor Juarez e dona Carlota;
Mas se quiser vê-la, ela está percorrendo a fazenda, agora é ela quem cuida de tudo.

Livio saiu pelo campo e lá perto daquela cachoeira, encontrou Ritinha; conversaram, e ele perguntou:- Você ainda quer se casar comigo? Ritinha não pensou foi logo perguntando:- ainda por que? quem te disse que eu já quis me casar com você algum dia? Sua mãe me falou agora a pouco em sua casa, que você havia dito que só se casaria, se fosse com um tal de Livio filho de dona Carlota, e do senhor Juarez, você conhece outro que não seja eu? Á você enlouqueceu, minha mãe não fala! Ela perdeu o dom da fala desde que meu pai morreu! Não, ela conversou comigo naturalmente.

A conversa ficou tão séria, que ambos se Espantaram e correram para lá e chegando na casa de Ritinha, a mãe dela perguntou:- vai deixar escapar de novo sem falar do seu sentimento com ele? Só que a voz que Ritinha ouvia, não era da mãe era do seu pai já falecido; Ritinha desmaiou.

Quando voltou a si, Livio estava ali; Ela disse: - Livio como pode ser? Você ouviu minha mãe falar, eu também ouvi; mas aquela voz parecia a voz do meu pai, e ele já morreu e quem morre não volta para dizer nada, será que minha mãe está falando com um tom de voz parecido ao de meu pai? Livio fez um comentário:- Olha, se você não acredita, é um direito seu! Eu acredito, que quando alguém ama de verdade, mesmos depois que morre ela pode fazer algo em beneficio de outrem por que quem deixamos aqui, quando morremos fazia parte da nossa missão, e se ainda precisa de ajuda, ainda faz parte desta missão.

Em minha opinião, pode isto estar acontecendo já que sua mãe já foi examinada, e o medico disse que o caso dela, é irreversível.
Mas creio também que  o universo tem suas leis que ultrapassam a capacidade do homem; o médico pode ter se enganado, e sua mãe pode falar sim.
Só resta agora agente voltar a falar com sua mãe; O médico tinha razão ela não movimenta as cordas vocais. Ritinha perguntou ao seu pretendente sua pergunta tem algum significado? A resposta de Livio foi taxativa:- para mim significa um pedido de casamento mas se desejar, eu reformulo o pedido:- você quer se casar comigo? Ela respondeu com uma pergunta:-posso pensar? Livio foi embora dando todo tempo do mundo para Ritinha pensar.

No dia seguinte Lalia ficou sabendo da volta de Livio, ela foi até a casa dele e pediu que queria conversar e saber como ele estava depois de tanto tempo fora; Lalia era uma mulher muito espevitada; todas as mulheres de Boa Esperança tinham cisma com ela; mas ela não era tão perigosa assim não ouve nenhum caso que o marido chegasse incompleto em casa; era cisma boba mas como aquela senhora tinha má fama, Ritinha também ficou meia chateada; mas Ritinha, ainda ia pensar; dona Laila, não tinha o que pensar.

Foi um desastre a principio; Ritinha não tinha planos de casamento, Livio nem sabia que alguém pensou um dia em se casar com ele.
Nesse caso não fazia muita diferença; Livio era muito trabalhador, e agora mais seguro de si, ele pensou seja dona Cândida, ou seja lá quem for que usou ela para falar, a verdade é uma só as duas precisam de alguém naquela Fazenda; eu vou me oferecer caso Ritinha queira, eu vou trabalhar com ela.

Ritinha aceitou Livio com uma condição:- vem trabalhar, mas não misture as coisas nós não somos namorados, você e eu podemos fazer de nossas vidas o que bem entendermos.
Livio foi trabalhar na fazenda, e não tirava tempo para si mesmo; Livio passou a gostar de Ritinha realmente; Ritinha já gostava dele, mas não queria ter alguém do seu lado pensando nas Lalias da vida; Ritinha tinha Razão; ela queria um companheiro em quem pudesse confiar.

E foi no trabalho suado que Livio demonstrou ser confiável; ele não fazia outra coisa a não ser trabalhar, e todo dinheiro que ganhou guardou.
Era justamente o que Ritinha queria, era conhecê-lo.
Eles conversavam, mas não falavam de suas vidas nem dos seu sentimentos; Quando ele falou para Ritinha que todo o dinheiro que ganhou ele guardava, ela disse porque não investe seu dinheiro em cabeças de gado? É um futuro garantido, e você mesmo pode cuidar aqui na fazenda.

Livio disse:- você tem razão mas eu tenho outros planos; a minha vida está passando, e eu preciso construir uma família; e quando me aparecer alguém que me dê um motivo para pensar nisto, eu não quero demorar decidir; minha vida está caminhando para a velhice, e eu não quero envelhecer sozinho, nem deixar bens para o governo; eu quero quando chegar lá, ter quem seja dono de verdade, para cuidar do que eu construí.

Ritinha disse:- eu me emocionei com o que você falou; eu sempre esperei ter alguém que pensasse assim; eu só me casaria com alguém como você e acho que não tem ninguém que se iguale a você; ai Livio perguntou você decidiu em aceitar meu pedido, ou quer mais tempo para pensar? Ritinha disse:- Não, eu não queria pensar eu queria conhecê-lo; foi tempo suficiente
Para eu chegar a frente no altar e dizer sim.

Fizeram tudo como mandava a tradição se casaram, e Livio contou para ela aquela história de que ele voltou obedecendo ao conselho de uma pessoa que viu só uma vez; e que aquela pessoa era responsável por tudo de bom que lhe aconteceu.
Livio combinado com Ritinha, foi ao encontro dessa pessoa, seu desejo era oferecer um abrigo confortável onde ele estava vivendo.
Chegando naquela cidade distante, sentado no mesmo banco na mesma posição, estava outro senhor; Livio perguntou e aquele senhor respondeu:- não aqui não mora ninguém assim teve aqui um dia, um senhor com estas características, mas foi só uma vez, ele veio para encontrá-lo, cumpriu sua missão voltou!

Livio perguntou então aquele senhor simpático, era um Annnnnn. E Livio ficou de boca aberta, o homem que falou com ele no passado, era um Anjo, essa foi sua conclusão; e esse que o recebeu pela segunda vez também, só pode ser um outro que veio me provar que neste mundo não estamos sós, em um piscar de olhos ele  sumiu sem responder, e Livio
 nem acabou de perguntar!
Parecia mesmo magia do amor; Livio voltou, por que um anjo o aconselhou
A voltar Foi procurar Ritinha, mandado pela voz do além.

 Esta é uma simples história, mas na vida real até que pode acontecer.
O universo conspira a favor de um grande amor.
sterquini
Enviado por sterquini em 02/12/2007
Código do texto: T762258

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
sterquini
São João de Meriti - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
504 textos (28477 leituras)
20 áudios (2920 audições)
3 e-livros (10 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 15:17)
sterquini

Site do Escritor