Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O relógio

O relógio
by-Caio Lucas
 

Estou esperando, quando estou com você não faço mais nada, as horas estão voam.
O relógio nem faz tic... só tac tac tac tac... parecendo descer morro abaixo e eu não consigo acompanhá-lo.
 
Isto me lembra a história de um menino, assim meio feinho; mexendo no relógio, ele, curioso, abriu para ver o que tinha dentro... Nossa! Você nem sabe o que aconteceu! Ele fuçou tanto que o relógio endoidou, o tempo ficou zuretinha da silva e ele dá-lhe trocar peças, parafusos.
 
Imagina que ele tinha neste dia 8 anos de idade, ficou sentado mexendo aqui, mexendo lá, tirou uma rosquinha, enfiou uma porquinha, agitou o "coiso" com força... depois de três horas o relógio... tcham tcham tchammmmmmmmm! Começou a funcionar, mas... Aconteceu uma coisa esquisita; é, foi mesmo, muito estranho, ó... mas não é para contar pra ninguém, viu? Promete? Jura?
Ó... é sério mesmo!
 
Ele colocou o relógio no ouvido para escutar e sabe o que aconteceu?
O relógio só fazia tac tac tac, mas muito rápido, tão rápido, tão rápido que até mudou o ritmo do tempo... de repente... proftttttttt!
 
Ele olhou e haviam se passado 4 horas, 8 horas, 365 horas, 78574547 horas; ele, assustado, sem saber o que fazer, saiu correndo e, de repente, passa perto de um espelho... nem imagina o que ele viu, coisa de louco, doutro mundo, sabe o que foi?
 
Lembra que ele antes tinha 8 anos?
 
O tempo passou tão rápido que ele estava perto dos 12 anos... e o relógio tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac tac, ele assuntou e sem saber o que fazer, já com quase 13 anos, jogou no chão e pisou com força... cataproft! Quebrou tudo, mas acontece que ele já estava com quase 13 anos e nada mudou; então ele pensou o que fazer... o que você acha que ele fez?
Não sabe, né?
 
Pois ouviu um barulho enorme noutra sala e depois uma voz de mulher gritando...
Paulinhuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!
- Acorda, moleque, pára de sonhar, levanta que tá na hora de aprontar pra escola.
 
Então é assim... não se deve tentar mudar o ritmo do tempo, ele sabe que cada minuto é importante, cada minuto tem que ser vivido no seu tempo, na sua felicidade ou infelicidade; cada instante é feito de tempo e todo ele de vida, espere o tempo, ele é meu amigo, vai comigo ou eu com ele...
 
09/12/2005
 
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 10/12/2005
Código do texto: T83525
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116243 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:18)
Caio Lucas