Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Fronteira - Capítulo V (Julgamento)

O bigode grande e fino conferia ao homem um certo aspecto cómico, qual Geppeto saído de história para crianças. A sua face exibia no entanto uma expressão severa, austera.

Após o enorme raio laranja ter envolvido a bola brilhante – a nave foi puxada e dirigida a bel prazer de interesses terceiros. Em poucos segundos as comportas abriram e fecharam-se e Patrícia foi cercada, dominada e encaminhada para este local pleno de solenidade.

“Estamos aqui reunidos para avaliar de culpa da cidadã Patrícia James Clark, acusada do crime de infracção repetida da norma 3214/XZ-EA”

A norma 3214/XZ-EA correspondia na verdade a um crime terrível: conspiração contra a ordem e os poderes instituídos. Os motivos poderiam ser vários – o mais provável seria tentativa de efectuar engenharia inversa sobre a UN.

O que se seguiu foi um diálogo entre duas partes: A institucionalmente correcta, que tudo inquiria e tudo sabia e a outra - presumivelmente criminosa, que se limitava a fornecer informações respondendo ao caudal de perguntas.

Foi sumariamente julgada e condenada. Ficaria na casa triangular o tempo equivalente a vinte revoluções completas de lótus – a lua mais distante. Depois terminariam com a sua vida e todas as suas preocupações mundanas.
José Espírito Santo
Enviado por José Espírito Santo em 04/11/2007
Código do texto: T722712

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Espírito Santo
Portugal, 51 anos
155 textos (7486 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:30)