Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MORTE

     
    Morte, que falta de sorte você existir
    Uns dizem: ela é descanso para o corpo
    Outros dizem: quero ir, não quero mais ficar aqui. Sei lá o que eu penso a seu respeito, só sei que pelo jeito não da para escapar.
     Colocar culpa na Eva é fácil, dizer que o pecado é o salário da morte é outra alternativa, comer demais é a razão do infarte, enfim qual dessas alternativas acima irão caber para mim? Só sei que nunca gostaria de ir, por aqui ficaria sim, mas um dia terei que partir...que triste enfim
     Gostaria de acreditar na reencarnação, seria uma grande solução, mas...eu voltaria e de nada adiantaria, pois com a morte tudo eu esqueceria, como começaria se todos os meus já deixaram de existir.
      Que idiota a morte que sobre mim tem mais sorte por ser mais forte tendo o poder nas suas mãos. Felizmente ou infelizmente todos nós encontraremos o cruciante dia que se púdessemos só faríamos resistir, na verdade não queremos ir.
       Tomara que longe esteja esse dia, para que eu possa ainda curtir, curtir tudo da vida sem pensar que tudo passa... até a chegada do fim.
       A única coisa que sei é que tenho que tudo viver, tudo fazer, com consciência e exatidão pois na verdade nunca saberemos quando para todos irá chegar o bicho-papão.
       A vida é melhor, nela posso refletir, nela posso sorrir, mesmo que me tentem convencer que após a morte a gente continue a viver.
Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 08/08/2005
Código do texto: T41343
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
236 textos (32726 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:55)