Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Morte


  O apartamento localizava-se em downtown, no centro da cidade, de Winnipeg. Era pequeno, apenas dois quartos e tinha um aquecedor que funcionava muito pouco. Harry andava lentamente esfregando-se nas pernas do contratado.
  O contratado acendeu a luz e imediatamente teve uma pontada no estômago quando viu o ambiente. Olhava lentamente cada centímetro daquela sala. Quantas histórias podiam ser contadas ali. Pena que não eram histórias para crianças.
  Harry pulou para o sofá verde escuro. O relógio marcava 7:00 pm. O contratado foi até a cozinha e olhou para os armários. Velhos como sempre. O apartamento tinha um cheiro de mofo insuportável. Pegou duas garrafas de vodca dentro do armário e deixou a porta de madeira cair no chão. Seguiu para o quarto da Sra. Werneck com Harry. Colocou as duas garrafas lado-a-lado na mesa de cabeceira.
  Trancou a porta. Abriu rapidamente todos os armários e procurou freneticamente pela pasta verde. Tinha que achá-la. Entrou em desespero por não vê-la e começou a jogar as roupas da velha na cama. Harry o observava atentamente de cima da cama. O gato começou a espremer-se na parede ao lado e parecia ter a sensação que algo muito ruim poderia acontecer. O contratado abriu a parte de cima do armário com violência e retirou um monte de pasta velha. Achou.
  Pegou todas as fotos que havia dentro da pasta. Eram poucas, mas havia. Fotos em família, ele quando pequeno sorrindo, os pais ao lado. Sorrindo apenas para a foto. Jogou todas de cabeça para baixo na cama junto com as roupas. Espalhou vodca das duas garrafas na cama e acendeu um fósforo. A cama começava a pegar fogo. O relógio marcava 7:58 pm. O contratado sentou em uma cadeira e ficou a observar o local ser engolido pela chama crescente. Harry pulou da cama e se pôs ao lado dele. O fogo começava a aumentar cada vez mais rápido. O calor fazia o gato miar alto e ficar inquieto. Mas o espaço estava ficando cada vez menor.
  O contratado via aquilo tudo queimar atentamente. Pegou seu gato que se debatia todo e tentava arranhá-lo inutilmente devido à grossa jaqueta e se jogaram ao fogo abraçados. O cheiro já chamava atenção dos vizinhos e o barulho do alarme de incêndio no apartamento era estridente.
  Lá se iam toda a memória e vida do contratado. Lá se ia seu melhor amigo também. O relógio marcava 8:20 pm.
Malluco Beleza
Enviado por Malluco Beleza em 02/11/2007
Código do texto: T720945

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malluco Beleza
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
90 textos (7583 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 05:10)
Malluco Beleza