Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morte na Escola

Essa história aconteceu em uma pequena cidade. Era véspera de Halloen. Em uma escola muito popular os alunos começaram a sumir misteriosamente, mas ninguém suspeitava de quem era o responsável pelo desaparecimento dos alunos. Até que um dia a faxineira encontrou sangue na sala do diretor. Ela começou a desconfiar dele.
Nesse período também entrou uma professora novata, aliás  essa escola vivia mudando de professor. Por causa desse problema só ia para lá quem não conhecia a história do sumiço dos alunos.
A professora novata achou a escola muito estranha e passou a desconfiar do lugar. Nesse primeiro dia de aula houve uma reunião na sala dos professores, por isso todos os alunos foram dispensados e os professores se reuniram na sala deles para tratar do caso de mais um aluno que havia desaparecido. Enquanto eles estavam na sala de reunião o assassino aproveitou e matou todos os professores, exceto a professora novata, pois ela havia sido dispensada da reunião pelo diretor, porque ele ficou com medo de que ela ao saber do problema abandonasse à escola.
No outro dia quando a professora novata chegou, ela viu uma cena horrível: eram pés, cabeças, braços, mãos espalhados por todos os lados da escola. Ao vê tudo isso ela ficou aterrorizada não sabia o que fazer diante de tanto horror.
Acabou fazendo o que todos os outros funcionários, que ainda restavam, estavam fazendo, entrando na sala do diretor. Lá estava tendo uma reunião sobre o ocorrido e se discutia sobre quem tinha praticado os crimes.
- Todos são suspeitos – disse o diretor.
Quando ele falou isso os funcionários começaram a se acusarem e a se defenderem, só a professora novata não dizia nada, por isso a faxineira começou a suspeitar dela e falou para o vigia da escola:
- Essa daí com essa aparência não me engana, com esses cabelos loiros, olhos azuis, alta, magra e essa carinha de anjo, está claro que ela é o assassino.
O vigia disse:
- Mas antes dela chegar isso já vinha acontecendo.
-  Mas não morte de professores, ela veio para terminar o serviço e esse rosto bonito e só para ninguém suspeitar dela, pode apostar.
Depois desse dia a faxineira começou a perseguir a professora sempre falando do caso e sempre dando novas informações sobre os crimes, com isso a professora passou a desconfiar da faxineira, pois a cada dia que passava, ela chegava com novas pistas sobre as mortes. O assassino também, com medo que a faxineira descobrisse tudo, parou de matar por uns tempos. Até que um dia a faxineira descobriu uma prova que desvendou todos os crimes, mas ela não teve tempo de falar para ninguém, o assassino a matou no banheiro com tantas bancadas na cabeça que chegou a estourá-la.
Após a morte da faxineira o assassino voltou a matar. O primeiro que morreu foi com facadas na garganta, os outros morreram cortados com serra elétrica. Os únicos que escaparam foi à professora novata e o diretor que criou coragem e resolveu matar o assassino. Como a faxineira disse uma vez para ele que suspeitava da professora ele foi atrás dela e a matou, mas após esse acontecimento o assassino ainda continuou a atacar só que em outra escola. Quem será o assassino? Descubra se sobreviver.

Kamilla
Enviado por Kamilla em 13/06/2006
Código do texto: T174505
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Kamilla
Marabá - Pará - Brasil, 22 anos
1 textos (339 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:05)