Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E a caça continua...

- O meu Deus se tu existes mesmo me deixa morrer agora para que eu não veja o que tem atrás da porta... - Salatiel ja não pedia mais para escapar,apenas para morrer.Muitas das vitimas acabavam pedindo isso mesmo.
Ele ja não era o mesmo padre,ja não era nem mais o mesmo homem desde o dia 5 de Outubro.Padre Salatiel era muito conhecido por seus milagres,por seus poderes e forem justamente esses que o condenaram.
Ele sabia disto porque fora capturado com um casal de bruxos e uma jovem medium.Todos com poderes especias como os dele.Agora ele estava só.Só e com medo,pois quando a jovem medium foi arrastada para a porta os seus gritos foram os mais medonhos.
Salatiel sabia que haviam outras pessoas em outras celas ali,ja que ele ja ouvira gritos diferentes e pessoas diferentes sendo arrastadas para a porta.
Salatiel não tinha vergonha de admitir que estava com medo,sim,e por isso ele rezava a noite para que Deus o matasse,antes que ele fosse arrastado.
O padre estava quase dormindo quando ouviu gritos se aproximando.Era uma garota,baixa,ruiva e assustada.Ela ja trazia uma coleira no pescoço com o número 3.255.
Ela foi jogada na cela junto com Salatiel,caindo em cima de uma poça de sangue ela gritou mas logo depois se calou e ficou soluçando num canto.
Salatiel quis lhe dar consolo mas ela lhe lançou um olhar feroz dizendo com voz medonha.
- Toque em mim e vou lhe mostrar que sou pior que o tridente do carcereiro!Pensa que não posso lhe ver por dentro padre?!Está com medo,mas se tocar em mim todo seu medo vai se tornar dor!
Salatiel não entendeu de inicio,mas dando uma olhada melhor na garota ele percebeu que na sua coleira brilhavam dois rubis.Os números também estavam bastante gastos,na sua pele eram nitidas cicatrizes de tridente e ferro quente.Aquela garota não era uma recém chegada,era uma veterana!
- Agora você entendeu não foi?Mas ainda não entendeu tudo...Não sabe por que está aqui,só sabe que está relacionado com poderes...Essas foram minha primeira suspeitas também.Mas é muito mais que isso Salatiel,a cadeia foi só o começo,logo o mundo será o carcere...- A garota deu um riso sinistro,estava quase totalmente louca.Seus olhos verdes brilharam intensamente enquanto ela falava pausadamente. - Minha alma está doendo,eu ja me acostumei,ja gritei mas sei que ninguém me ouve...Eu sei que vou morrer,só se volta uma vez.Mas eles estão felizes porque vai ser esse ano mas não com você!Vou lhe dar uma chance padre!Você vai sair daqui,o único a sair e 600 milênios!Mas só vai se me prometer que procura Elise logo que sair...Ela é sua única chance padre,eu tentei mas não sou eu...Procure-a padre ou vai acabar aqui de novo e eu não poderei fazer nada...Porque vou estar morta! - Agora seu riso foi muito alto e chamou a atenção do carcereiro.Ele se aproximou e a estranha sussurrou.
- Vai procura-la padre?
- Sim eu vou...- Disse Salatiel achando a pequena completamente enlouquecida.
No instante que o carcereiro abriu a cela tudo foi muito rápido.A estranha pulou sobre ele ainda gritando para Salatiel.
- Corra padre!Entre pela porta!Não tenha medo!Passe pelo tubo de ventilação e chegue a superfie!Não esqueça sua promessa!
Salatiel fez o que ela disse a risca e enquanto se esgueirava pelo tubo de ventilação imagens do que vira na sala e da morte da estranha lhe rondavam a cabeça.
O tridente o carcereiro chegou a ferir-lhe o tornozelo mas enfim ele chegou a superficie.
Agora Salatiel estava a salvo,pelo menos por pouco tempo.A salvo e só com apenas um nome na cabeça...
Elise
Hell
Enviado por Hell em 14/06/2006
Código do texto: T175490

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36156 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:29)
Hell