Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lembranças de Romanin

Dor...Dor em todo corpo.Era isso que Fairy sentia após sair daquele tanque cheio de sangue,agachada ainda se acostumando a respirar ela teve a vaga visão de três homens parados a sua frente.Seus olhos ainda desfocados só lhe permitiam ver parcialmente.
Quando um dos homens lhe tocou o braço ela deu um grito,aquilo doia,queimava!Mostrando as presas ela pegou o homem pela garganta mas este a jogou longe o que só lhe causou mais dor.Ao longe ela conseguiu ouvir uma voz que dizia.
- Romanin não seja tão duro com ela,afinal é seu primeiro dia...
Ela viu o homem que acabara de falar se agachar ao lado dela e dizer.
- É incrivel...Doutor o senhor superou todas as minhas espectativas.E qual o nome dela?
- Fairy,eu decidi chamá-la de Fairy. - Disse o homem que ela identificava como doutor.
- Fale alguma coisa... - Disse o homem que lhe batera.
- Tenho frio... - Disse Fairy ainda tremendo e tentando por força enxergar melhor.
- Ela tem o corpo quente, uma caracteristica humana,então ela não precisa nescessariamente de sangue pra viver, precisa apenas da energia.Ela tem sua mesma carga destrutiva Romanin mas suas habilidades são obvias,além disso sua mente trabalha mais rapido quando se trata de mente humana,você vai gostar disso Shadow.Agora levem,eu não quero mais vê-la!Ainda não acredito no que fiz...Sabem que era minha colega de laboratorio!Levem,vamos sumam com ela! - Disse Doutor furioso.
Duas horas depois Fairy estava vestida de couro negro,com os cabelos penteados e sabendo o que era.Em frente a um grande casarão Romanin (o homem que lhe batera) disse.
- Quero que me mostre do que é capaz...
Fairy entrou no casarão e muitos olhos vermelhos se abriram.Algumas dezenas de pessoas se puseram ao seu redor e o que parecia ser o lider disse.
- Olha vejam só o que Romanin nos trouxe,o jantar...E como é lindo.Ei garotinha,nos vamos chupar até seu ossos sabe? - Ele quis tocá-la e Fairy quebrou seu pescoço,depois pisou em sua cabeça até estourá-la.Outros quiseram tocá-la mas receberam fim igual ou pior.
Da porta Shadow e Romanin assistiam enquanto ela os mutilava,mordia e tirava a energia que tanto precisava.
Os gritos eram assombrosos e podia se sentir o sofrimento dos vampiros de longe.Fairy não deixava que eles morressem logo,torturava-os antes.
Era perfeita...
Hell
Enviado por Hell em 20/06/2006
Reeditado em 30/07/2006
Código do texto: T178934

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36160 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:35)
Hell