Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Criando seres não-humanos parte 1

Martin acordou atordoado,com falta de ar,muito frio talvez uma pontinha de dor.Tudo estava escuro ao seu redor e algo o impedia de respirar,Martin sentiu suas mãos presas então percebeu que estavam amarradas,mas não estavam bem amarradas então ele se soltou.Depois sentiu o vidro que passava por cima dele,uma redoma,maldita redoma,o ar estava acabando.
Com um ultimo esforço ele soltou os pés e chutou a redoma,uma,duas,três vezes bastaram.O vidro explodiu e Martin sentiu que seu rosto sangrava.
Mas por que diabos ele estava ali?!Por que o trancaram?E por que estava tão escuro?!
Ele quase tropeçou em uma coisa grande perto de seus pés,para seu horror era outra redoma,parecida com a sua só que o que estava lá dentro não parecia nunca ter sido humano.Era uma mistura de lobo e cobra,que coisa horrivel.
Martin sentiu nojo e vomitou,vomitou muito e tudo tinha gosto de sangue.
Droga,sua testa estava sangrando e o corte não ia fechar fácil,ele teria que ir no hospital dar uns malditos pontos naquela droga.Mas como explicar para os médicos onde se cortara?Simplesmente diria que acordara numa redoma de vidro,preso e cheio de tubos por todos os lados e que simplesmente não sabia como chegara ali?Iriam chamá-lo de doido com certeza.
Ainda andando no escuro Martin percebeu que estava descalço e que haviam tubos no chão,algum tipo de conexão.Que ele não tomasse uma porra de um choque.
Tropeçando em outra redoma ele caiu e sua cabeça bateu numa sólida parede.Ele deixou escapar um palavrão e depois saiu tateando a parede.Encontrou o que queria,um interruptor.Luzes azuis acenderam no chão.E Martin soltou outro palavrão ao ver que a sala estava cheia daquelas redomas e que algumas estavam quebradas.Então ele não devia ser o unico solto ali,mas talvez o unico humano...Isso o aterrorizou,o que faria se alguma criatura o atacasse?Não tinha nenhuma arma,não poderia lutar.
Seus medos se confirmaram,ao sentir uma respiração gelada em sua nuca.Ao se virar Martin teve certeza de que era o unico humano,a mulher parada atrás dele tinha os olhos em fenda,o cabelo prateado e perto de suas orelhas e em sua testa podiam se ver delicadas escamas prateadas.
Martin quis fugir mas a mão gelada dela segurou seu pulso.Ele sentiu que estava perdido,foi então que algo esplodiu atrás deles.Um grande reator acabara de explodir e em seu painel eletronico estava escrita uma mensagem assustadora.
"Comando de abertura de globos...Ativada"
Hell
Enviado por Hell em 22/06/2006
Código do texto: T180187

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36156 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:23)
Hell