Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A descoberta

- Eles brincam com a gente!Se divertem nos vendo morrer lentamente!Eu vou embora! - Grita uma mulher chorando.Seus oculos estão partidos seu cabelo preto curtinho todo coberto de sange,assim como parte de seu rosto.
- Acalme-se Diana,nós ja vamos sair...Temos que sair... - O homem negro e forte ao seu lado tentava consola-la sem no entanto achar suas palavras reais.
Eles tinham conseguido um furo de reportagem,um novo sol que surgia na orbita do planeta vermelho,antiga terra.Murdoc e Diana então tomaram um pequeno cruzador estelar,com uma equipe de 15 pessoas,de reposteres,fotografos até maquiadores e simples faz-tudo.
Algo dera errado,o cruzador fora puxado para o planeta assim que se aproximou.Ninguém tinha avisado sobre esse fluxo,ninguém.Os cientistas concordavam que o Planeta vermelho era perigoso por suas criaturas mas não sua orbita.
A nave caiu,matando o piloto instantaneamente,ele que tivera sorte.Pensou agora Murdoc.
O resto da equipe teve que sair as pressas da nave para não serem comidos por hordas de mortos-vivos que sentiram o cheiro de seus ferimentos.
Desde então estavam juntos,buscando um meio de sobreviver a esse inferno.O grupo fora reduzido a cinco sendo as mortes dos outros as mais horriveis e variadas.
O grupo aprendeu que a noite podia ser tanto amiga quanto mortal.Que o sol queimava e que deviam ficar longe da chuva de sangue da tarde.
Murdoc ainda lembrava de Sam,o amigo que tomara banho naquela chuva.Lembrava dele morrendo cheio de febre,bolhas pelo corpo e vomitando o proprio sangue.Depois lembrava dele renascendo como aquela criatura cheia de braços e olhos.
Agora o grupo estava sendo caçado,por um tipo horrivel de cachorro feito de partes humanas e seus donos.Demonios.
Nesse momento Diana gravava um fita com sua filmadora,ela olhava a maquina dizendo.
- Eu acho que vou morrer...Mas eu queria que soubessem...O Planeta Vermelho está evoluindo,é muito pior do que pensamos,essas criaturas pensam...Até agora contei 35 especies diferentes além das que são criadas todo dia pela chuva.Oh pelo amor de Deus,destruam esse planeta!
A porta do esconderijo finalmente foi arrombada,uma das horriveis feras entrou seguida de seu dono,mas antes que esse pudesse avançar sua cabeça foi estranhamente cortada indo parar aos pés de Diana.
Um homem seguido de três belas mulheres entrou atirando para todos os lados.As garodas matavam com espadas,machados e um tipo de bomba que explodia a criatura que tocava.
- Corram infelizes!Corram! - Disse o homem a Murdoc e o resto do grupo que obdeceram sem piscar.
Do lado de fora,o grupo se separou ao ver que o sol estava nascendo.Logo os estranhos salvadores também sairam encontrando apenas Murdoc,Diana e Daniel a sua espera.
- Onde estão os outros ? - Perguntou uma das mulheres.
- Fugiram.
- Idiotas.Abaixem! - Disse a mulher,eles abaixaram mas Diana não foi tão rapida sendo levada por um bicho de asas.
- Faça alguma coisa! - Disse Murdoc ao ver Diana gritar ao ser erguida do chão.
Dando um tiro no coração dela o homem disse.
- É o maximo que podia fazer...Agora corram se não quiserem virar churrasco! - Ele e as mulheres se puseram a correr com Murdoc e Daniel atrás.O sol vinha logo atrás deles queimando tudo com sua força destruidora.
Daniel caiu e Murdoc ouviu seus gritos enquanto o sol queimava sua pela,torrava seus ossos.
Murdoc achou que seu destino seria o mesmo mas uma das mulheres o jogou no chão,cobrindo os dois com seu sobretudo.As outras duas faziam o mesmo junto do estranho que as acompanhava.
Assim tão proximos Murdoc pode sentir o cheiro dela,ums bela mulata de olhos verdes que sorriu e disse.
- Bem vindo ao grupo,eu sou Jasmine...
O sol passou por cima deles sem fazer qualquer efeito.Mas no planeta vermelho existem coisas piores que o sol...
Hell
Enviado por Hell em 08/07/2006
Código do texto: T189998

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36165 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:57)
Hell