Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um paraíso no inferno



Dinah deu passos lentos pelo campo.Suas mãos acariciaram as flores de trigo,seus pés descalços tocavam a grama macia,o sol brilhava forte no céu.Esse mundo era o que ela lembrava,pelo menos o que ela queria lembrar.
Um ou outro pássaro passava cantando no céu de vez em quando.As cigarras faziam algazarra em algum lugar.
Caminhando devagar ela chegou até as macieiras brancas,tomou uma das frutas nas mãos sentindo seu leve perfume.O barulho do riacho chamou sua atenção,ela parou para admirar a beleza das águas ao sol.
Então algo riscou o céu...Uma fonte luminosa explodiu ao longe.Estava entardecendo...Dinah sentou numa das pedras perto do riacho sabendo o que aconteceria a seguir.
Um grupo de belas jovens vestidas com tecidos finos atravessou a floresta rindo.Uma delas trazia nas mãos uma garrafa e um único cálice.Era licor de flor de cerejeira.Elas se preparavam para um ritual de invocação,mal sabiam que suas preces seriam atendidas...
Era ano novo,e escurecia rápido.Vários outros pontos riscaram o céu,Dinah os olhou por um bom tempo...A chuva de estrelas coloridas...
Nesse meio tempo três jovens haviam entrado na água.As luzes explodiam ao longe mas elas não percebiam isso...Um delas entrou debaixo da cachoeira deixando a água cair sobre sua cabeça...
Um doa pontos riscou o céu caindo perto dali,as luzes explodiram,as moças olharam...Então tudo aconteceu.
Uma delas gritou ao perceber que á água que caia em sua cabeça tinha se tornado sangue.Ela gritou muito tentando se livrar da massa vermelha que cobria seu corpo.As outras duas também gritaram ao verem a água limpa se tornar a massa vermelha de sangue.Então uma delas foi puxada pra baixo,as outras tentaram salvá-la mas era tarde.Logo depois só seus olhos flutuaram e mais uma foi puxada.
A que estava na cachoeira gritava mas sua boca foi tapada pela massa vermelha,mãos vermelhas atravessaram seu peito fazendo-a parar de gritar,ela afundou.
As moças que estavam na margem gritaram feito louca mas não se atreveram a entrar na água.
Logo barulhos foram ouvidos por toda floresta,gritos,cantos  obscenos e palavrões.Um grupo de pessoas com facas,foices e outra séries de armas apareceu no meio das árvores.Seus olhos estavam vermelhos e as moças foram tragadas por eles...Despedaçadas,torturadas...
Dinah não quis mais olhar.Ela levantou de cabeça baixa e voltou pelo campo de trigo vendo os corpos espalhados por ele.Vendo o trigo queimado,as grandes fogueiras que se erguiam...Com caldeirões onde cozinhavam as pessoas vivas....Um caldo grosso e vermelho...
Dinah escondeu uma lágrima enquanto via o mundo se tornar o que ela conhecia hoje...E tudo começou tão belo...Com uma chuva de estrelas coloridas...
Hell
Enviado por Hell em 12/07/2006
Código do texto: T192601

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36164 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:10)
Hell