Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sirius...A sua visão da morte...

A vida não valia mais a pena.Na verdade nunca valeu.Ele sentou na cama olhando a arma em suas mãos,ao seu lado uma caixinha com balas.Apenas uma bala seria o suficiente,ele apontou a arma para a propria cabeça,só um tiro,só um tiro e tudo acabaria.
- Isso é mesmo nescessario? - Falou a voz do outro lado do quarto.
Não,isso não era possivel.Ele estava só,se certificara disso,de quem era a voz então?Delirio,tinha que ser um delirio.
Ele sentiu sua garganta seca,foi a cozinha.Na geladeira nada pra beber a não ser água,fechando os olhos ele deixou que a água refrescasse sua garganta.
- Isso é mesmo nescessario? - Dessa vez ele quase soltou o copo ao ouvir a voz,não que essa fosse assustadora,era até agradavel,reconfortante,macia e envolvente.
"Estou ficando louco." Ele pensou enquanto lembrava que ja haviam lhe dito que muito suicidas fracassados sempre diziam ter ouvido a mesma voz."Isso é que dá ficar ouvindo esses malucos do hospital..."
Indo ao banheiro ele molhou o rosto e os cabelos,mas subitamente a água ficou fria,seu corpo também...Tudo frio.Levantou a cabeça olhando o espelho,sem querer um grito lhe escapou dos labios ao ver a figura refletida atrás dele.
Cabelos negros,pele branca,labios negros e penetrantes olhos azuis.Linda,e lhe olhava quase com piedade.Ele olhou para trás,não viu ninguém.Mas a imagem no espelho continuava nitida.Ela estendeu a mão para tocá-lo mas isso apenas fez o espelho rachar.
Linda,mas lhe causava arrepios.Ele tremeu diante da possibilidade de sentir aquele toque gelado.
Voltou ao quarto,ainda não desistira da ideia...Nunca.
- Isso é mesmo nescessario?
- Claro que é sua...Sua...Sua alucinação! - Respondeu pronto para atirar.
- Não vou poder salvá-lo depois Henrique...Desista...-A voz insistiu.
Em resposta ele apenas atirou.Não sentiu dor,nem viu sua vida passar diante de seus olhos.Só frio,muito frio,então se viu frente a frente com a bela moça.
- Voc...Você é real.Então quem é você?
- Eu sou Sirius...Sua forma de ver a morte... - Ela respondeu com voz triste.
Henrique sentiu pares e mais pares de mãos flamejantes lhe agarrarem e lhe arrastarem para longe dela.
- Ei,esperem!Me soltem!Pra onde estão me levando?!Me larguem! - Ele gritou enquanto se sentia queimar de dentro pra fora.
- É seu destino...Eu tentei salvá-lo,agora aguente! - Lhe gritou Sirius com lágrimas negras escorrendo dos olhos.
- Não!Não! - Ele gritou tentando escapar. - Eu não quero ir!
- É tarde,muito tarde... - Sirius virou o rosto tentando não ver enquanto ele era levado para a tortura.
Enquanto isso Henrique via o que lhe era reservado.Uma longa seria de instumentos estavam dispostos a sua frente,desde facas a ganchos e ele sabia que cada um seria usado...
Hell
Enviado por Hell em 28/10/2006
Código do texto: T276233

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36156 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:46)
Hell