Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Justiça Sombria 2

Ele corria desesperado,corria pra salvar sua vida.Mas era dificil correr ja que um de seus pés fora quase arrancado por Henry.Ele gostava de criticar os contos da I.S era quase um prazer falar horrores de tudo o que eles escreviam.Mas como podia adivinhar que aqueles malucos viriam se vingar?
Seu pé deixava uma trilha de sangue que Henry seguia,ele podia ouvir os gemidos de dor do critico,quase podia sentir o cheiro de medo...Como isso era bom,matar era a melhor das terapias.
O critico estava quase chegando ao quarto,se coseguisse chegar ali e trancar a porta estaria salvo,poderia ligar para a policia,estariam ali em pouco tempo.Seus pensamentos foram interrompidos pelo escorregão seguido de queda,caira em seu proprio sangue,tentar levantar além de doloroso fora um fracasso,Henry parou ao seu lado dizendo.
- Vamos,a I.S está a sua espera...
Henry o puxou pelo pé machucado e saiu arrastando-o pelos corredores da casa enquanto o critico gritava.
- Não por favor não...Nãão!
Jogado no porta-malas ele viu tudo escurecer depois de uma forte pancada na cabeça.
                           *****

- Bem vindo ao mundos dos vivos,por um minutos pensei que tivesse batido forte demais. - Disse Henry vendo o critico acordar.
O critico tentou se mexer mas se viu fortemente amarrada a uma maca.Ao seu redor varias outras pessoas.Well se aproximou tentando prender um aparelho no queixo do critico,ela não conseguiu e acabou por arranha-lo.
- Celly,tenta prender,eu sou pessima com essas coisas. - Ela disse frustada.
- Pra que serve isso? - Perguntou o critico sentido que sua testa também estava amarrada.
- Pra manter sua boca bem aberta,não podemos nos divertir com ela fechada... - Celly sorria ao dizer isso.Apertando o aparelho o critico não teve escapatoria a não ser abrir a boca.Henry se aproximou com uma pinça,puxou a lingua do critico,Well sorriu,abrindo e fechando uma tesoura ela a aproximava cada vez mais da lingua do critico.O golpe foi rapido,logo o critico tentanva gritar enquanto se sufocava com o proprio sangue que jorrava do resto de lingua que ainda tinha.Outro alicate foi usado,dessa vez por Rogerio,para arrancar dentes do critico.Um por um e lentamente.Depois foi a pele da face,cortada quase inteira...O critico viu Celly se aproximar de sua mão,depois ouviu o barulho de serra,então a dor de ter seus dedos retirados.
Mais um fora pego pela I.S.Mas a vingança ainda não acabara,Paulo estava nas ruas a procura da proxima vitima.
A matança tem que continuar...

Dedicado a Celly,Roger,Pauloe principalmente pro Henry...
Hell
Enviado por Hell em 30/11/2006
Código do texto: T305826

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Hell
Maringá - Paraná - Brasil, 26 anos
149 textos (36164 leituras)
1 áudios (287 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:19)
Hell