Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os Cachorrinhos de Pelúcia

Essa história que vou contar é verídica, não os culpo por não acreditarem porque eu mesmo não acreditaria se contassem para mim, mas o fato é que aconteceu comigo... então o que dizer agora?


Dia 18 de março de 2004
Aniversário da minha irmã Célia.  Festa linda, todos os parentes reunidos, tudo para ser uma linda festa, bolo, muita alegria, mas algo não deu certo nesse dia...

Dei a ela de presente uma cesta com dois cachorrinhos brancos de pelúcia,  ela adorou o presente... achou eles lindos.  Deu até um nome para eles... Zeca e Teco.  Sim, tudo para ser uma linda festa...

Dia 20 de março de 2004
Mariana, a empregada, está conosco a mais de 10 anos, nos adora e nunca teve motivos para temer nada aqui em casa... nunca até agora, por que essa noite, 20 de março, Mariana viu algo que gostaria de não ter visto... viu um vulto saindo do quarto de Célia. Um vulto branco, correndo em direção ao corredor da casa...

Célia ficou sabendo, ficou com muito medo e não quis mais os cachorrinhos... daí nos os colocamos numa caixa de papelão e os trancamos num quarto de guardados nos fundos da casa, para acalmá-la...

Dia 22 de março de 2004
Começamos a ouvir ruídos vindo do tal quartinho de guardados...
Colocamos inseticida, pensando serem baratas, mas os barulhos continuavam, toda noite... Nós tentamos evitar tocar no assunto, procurávamos desculpas como o vento, estalo da madeira do armário, etc... mas os ruídos continuavam... sempre

Dia 25 de março de 2004
Assustados com o que estava acontecendo, resolvemos abrir a caixa de papelão e ficamos estarrecidos...
A caixa estava toda arranhada de dentro para fora e os cachorrinhos, estavam remexidos dentro da caixa...
Nós embrulhamos os cachorrinhos em jornal e os jogamos no mar...

Dia 27 de março de 2004
jogamos fora todos os bichos de pelúcia da casa, todos os de Célia, que tanto os amava... era o fim de um pesadelo para todos nós!

E você, tem algum bicho de pelúcia aí no seu quarto agora?
André da Costa
Enviado por André da Costa em 30/12/2005
Reeditado em 30/12/2005
Código do texto: T92539
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
André da Costa
Viradouro - São Paulo - Brasil
38 textos (4517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:45)
André da Costa