Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diga Sempre Eu te Amo!

Tem coisas que se vive uma vida e jamais sai da nossa memória .
As nossas pessoas que passaram para outro plano e que continuam a viver através de nosso amor e nossas lembranças .
Eu me recordo como se fosse hoje ainda as festas de Páscoa na casa de minha avó no Rio Grande do Sul .
A família reunida em torno da mesa, minha família como toda boa família de origem espanhola é grande no Brasil .
Somos vários membros .
A maior parte já não se reúne mais em torno de nenhuma mesa, mas enquanto meus avós eram vivos isso era uma tradição .
Natal, virada de ano, aniversários, tudo era na casa de meus avós.
Era um acordo silencioso de meu pai e seus irmãos.
As crianças correndo no pátio a espera que meu tio que já esta em outro plano, fizesse a distribuição dos ovos de Páscoa que muitas vezes eram confeccionados pelas senhoras da Igreja São Jorge em minha cidade,santo do qual minha avó era devota .
Eu, como a neta mais nova tinha lá meus privilégios.
Afinal de todas era a que tinha herdado o nome dela .
Minha avó era um ser maravilhoso, mãe extremosa, daquelas que cada pessoa que ali chegasse se aninhava porque suas palavras mesmo sem ter uma formação académica tocavam no intimo de cada uma .
Era uma mulher especial, cheia de talentos e que apesar de ter criado 5 filhos seus, ainda pode adoptar mais 4 que não eram de seu coração .
Quando estava nervosa ou desgostosa com algo ela simplesmente deixava de falar até estar melhor.
Um dia perguntei-lhe:
-Vó , porque estas tão calada hoje?
-Aconteceu algo?
-Alguém te aborreceu?
-Ela simplesmente  olhou-me  e  disse-me :
-Não tenho nada a dizer e o melhor quando não se tem nada a dizer é ficar quieta, ouvindo o que os outros te dizem.
- Lembra -te sempre disso .
-O silencio muitas vezes fala mais que mil palavras .
E continuou a fazer os seus serviços de casa como sempre fazia .
Depois que meu avô desencarnou nunca mais ela foi a mesma, se fechou de vez.
Teve 2 avcs e como na maioria desses casos ficou com depencias físicas, vindo a ir morar na casa de minha tia mais velha, sua filha biológica .
O tempo passou, cresci casei-me e fui viver minha vida aparte da vida de meus pais e irmãos .
Mas nunca sem deixar de ir vê-la .
Um dia estava cansada e me deu uma sonolência muito grande, fui deitar-me e recebi uma visita .
Era meu avô .
Virei para o lado com medo porque naquela época ainda não conhecia muitas coisas a respeito do espiritismo, afinal fui criada em família católica e estudara em um colégio de freiras que até hoje existe em Porto Alegre minha cidade natal .
Olhou-me e me disse:
-Minha  querida neta ...
-Só vim aqui para te avisar que a tua amada avó vai partir comigo .
Dizendo isso ele simplesmente desapareceu, assim como eu naquele momento o vi ali ,ele já havia sumido como se eu tivesse tido uma alucinação .
Levantei-me rápido e liguei para a casa de minha tia .
Perguntando a ela como minha avó estava .
Ela não estranhou a pergunta porque era uma coisa que sempre fazia quando não podia ir visita-la .
Ela disse-me :
-Ola querida, a mãe esta bem.
-levei-a ao salão de beleza para que a manicura desse uma arranjada em suas unhas.
Ela queria de qualquer jeito ir hoje a manicura, mas fora isso esta muito bem, porque?
Eu desviei o assunto e disse que estava tudo bem , mas que como não poderia ir lá naquele dia havia ligado para saber noticias .
Despedi-me dela e esqueci-me daquele facto que havia me impressionado tanto .
No outro dia fui ver a minha avó, sentei-me no chão ao lado dela e deitei minha cabeça em seu colo como fazia quando era criança .
Segurei as suas mãos e me deu uma vontade muito grande de dizer a ela o quanto eu a amava, e assim o fiz .
Naquele dia sem saber eu me despedi de minha avó .

Passaram-se dois dias e era uma manhã radiosa, o telefone em de casa toca e minha mãe me diz:
-Filha, vem para cá pois a avó partiu essa noite .
Fiquei em um estado lastimável .
Porque mesmo tendo a oportunidade de me despedir dela aquela seria uma perda insuperável por muito tempo .
Mas que com a compreensão que a morte não existe e sim a migração da alma para o Plano astral iria ser superada por todos nós .
Minha avó teve um desencarne tranquilo .
Durante a madrugada enquanto estava dormindo ela teve o avc fulminante .
O medico que assinou o seu atestado de óbito disse-me que ela não havia sofrido porque estava dormindo quando o facto se sucedeu .
Nessa Páscoa lembrei-me de meus avos .
Dos meus tios, amigos e outros parentes que já estão no plano astral .
Comemorando a Páscoa junto a Jesus e seus anjos .
E mais do que nunca agradeço a Deus Pai pela misericórdia e Amor por todos nós,Encarnados e Desencarnados de todos os planos etericos.
A Luz e a Alegria que sempre me deu por jamais escolher a hora para dizer EU TE AMO para todas as pessoas que cruzam o meu caminho .

Beijos a todos os Poetas e Poetisas desse Recanto Cheio De Luz Divina!
Feliz Páscoa a Todos!
Eu Amo Vocês todos e peço ao Pai que faça Fluir Nessa Hora Sagrada Toda a Felicidade e Misericordia sobre cada um de vós!
Wanda Ayala
Enviado por Wanda Ayala em 13/04/2006
Código do texto: T138699

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Wanda Ayala-www.recantodasletras,.uol.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Wanda Ayala
Portugal
425 textos (36703 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 08:08)
Wanda Ayala