Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ladrão

Abre os olhos e vê um clarão de luz entrar pela fresta embaixo da porta do seu quarto. O Assustado percebe que alguém caminha pelo corredor. Ele pega o celular e começa a discar para a polícia, mas desiste e espera um pouco para ter certeza que há mesmo um ladrão em casa. O som dos passos chega à cozinha. O suposto ladrão abre a geladeira.
- Além de roubar minhas coisas, ele quer comer minha comida? Eu não posso permitir isso! – pensou o Assustado.
Dentro do quarto ele encontra um grampeador preto no guarda-roupa e segura o objeto como quem segura uma arma de fogo. Aproxima-se da porta lentamente e com muito cuidado gira a maçaneta. Deixa abertos apenas dois centímetros, o suficiente para ver onde o ladrão está agora.
A luz da sala foi acesa. O Assustado se estende no chão e arrasta-se até a cozinha. Verifica o que o intruso comeu quando abriu a geladeira:
- Putz! Uma fatia de pizza, o que sobrou do bolo de ontem e provavelmente ele está com a tigela das uvas nesse momento.
O Assustado se prepara para ir a sala dar o flagrante no ladrão que acaba de ligar a televisão. Ele segura o grampeador com firmeza, abre a porta da cozinha silenciosamente, anda com cautela até o fim do corredor. Estica o pescoço a fim de ver o ladrão que está sentado no sofá. Conta de um a três, fecha os olhos, pula no meio da sala e grita em plenos pulmões:
- Pare, se não eu atiro!
Dona Socorro quase se engasga com as uvas que estava comendo.
- Diego Leonardo, você enlouqueceu? Quer me matar com um susto desses?
- Eu só tava brincando mãe. Não consigo dormir.
- É sério? Agora você vai dormir nem que seja à força. Vamos, passe para o seu quarto!
- Ai! Ai! A senhora vai arrancar minha orelha, puxando assim.
A mãe do Assustado o tranca no quarto. Castigo por um mês.
Barba Uonderias
Enviado por Barba Uonderias em 29/04/2006
Reeditado em 08/11/2007
Código do texto: T147549

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.barba.bardoescritor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Barba Uonderias
Fortaleza - Ceará - Brasil
16 textos (16390 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 12:10)
Barba Uonderias