Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nem vi o padeiro...


Ai amigas estou tão preocupada coma minha criada a Cachucha, passa os dias com os olhos em alvo a suspirar: Meu rico padeiro, ai meu rico padeiro... E eu não vejo padeiro nenhum, nem sei do que ela está a falar, o que sei é que ela anda tolinha de todo e passa o dia com a varinha mágica nas pernas a suspirar em vez de tratar da sopa.
Amigas, tenho ainda antes do padeiro, uma fofoca para vos contar; Lembram daquela tal de Vila Flor que andava atrás do meu primo? Pois bem descobri que é Lisboeta e boa como o milho, mas é casada e eu já andei com o marido dela, hihihihihihihihihihihihi e ele é cá um pão, melhor que o padeiro. Mas fiquei indignada, então não é que aquela gaja quer logo uma data de homens com tanta falta deles que há? Mas eu conheço o dela.  hihihihihihihihihi Mas soube mais, a prima dela a Leninha, tem dois homens em casa, dorme com os dois, que desaforada família, não acham? Já a mãe dela, que era do Ribatejo, terra dos touros e das touradas, teve quatro maridos e a todos meteu os... Pois..., Enfim coisa de touros, bois, etc...
Aiiiiiiiiiiiiiiiii ,mas há melhor, o meu primo, tem um primo que mora em Lisboa que trabalha de vendedor imobiliário casou-se, imaginem com quem? hihihihihihihihihi  Com uma tal de LILI ás Avessas, que é uma pelintra e velha, mas com tantas operações plásticas que dos 62 anos parece que tem 20... Pois, mas a coisa dela tá murcha mesmo e o gajo depois de ver como era, ficou com o apartamento e correu com ela; Coitada lá teve de ir fazer outro Talk showwww na televisão para ganhar mais algum. Ah! Já esquecia, então e a Lurdes, aquela do cabeleireiro, sabiam que depois de cinco anos de casamento descobriu que o marido era Gay; Foi a casa, pois tinha esquecido de levar os rolos do cabelo e viu dois gajos a rebolarem-se na cama dela, desesperada foi buscar um pau, mas não o do marido claro, e deu até fartar, agora é amante de um guarda da penitenciaria e entretém-se a fazer de cabeleireira nas colegas, para não perder a pratica claro.
E a nossa presidenta? Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii que coisa linda, aquele cabelo mete inveja, o cabeleireiro dela deve ser divino, consegue fazer cá uns penteados maravilhosos, até parece a Torre de Belém, mas que fica bonito fica. Só as pinturas que usa não me agradam, até parece que andou por ali um tal de Pablo Picasso, a fazer das dele. Como sou pela cultura falo-vos deste grande pintor Espanhol, que adoro ver as pinturas dele, só que não percebo nada daquilo que ele pinta, o raio do homem ainda era mais louco que eu.
E a Mariana? Já repararam? Só anda de Mercedes e frequenta sítios finos? Eu pergunto cá com os meus botões, como é que ela consegue aquilo? Sempre a vi a trabalhar atrás de um balcão a vender cafés e leite, de saia curta e com as maminhas ao léu, que será que ela vende agora? hihihihihihihihihihihihihihihihi Bom... Cala-te boca, desbocada. hihihihihihihihihi
Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii minha encomendas... Já esquecia de contar a história do padeiro e da Cachucha; Mas agora terá de ficar para outra altura, pois tenho de ir tratar das unhas na minha manicura, tenho hora marcada. Com esta vida assim atarefada nem sei como arranjo tempo para escrever para as minhas amigas e amar o meu priminho, que nunca mais dá os tais beijinhos, o raio da bruxa do que havia de se lembrar. Hihihihihihihihihihihihi... Já gastei quase a pomada toda (250 Euros) nas minhas maminhas, e ele nadaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.

Beijufaaaaaaaaaaaaaa da Baroo... Ainda sem coiso para a coisa... Que coisa; Eu bem procuro coisar, mas não há coiso que me coise... Já é azar. Hihihihihihihihihihihihihihihihihihihi Mas há por aí muita coisa boa podem crer e eu boa como sou, não me vão faltar. Hihihihihihihihihihihihihihihihi... Estou cá com uma sorte... Bem morro de fome se o meu dedo não melhorar. Coitada da Cachucha que teve de se agarrar ao pão de forma... hihihihihihihihihi  mas as torradas estavam boas. Hihihihihihihihihihihihihi... Depois vos conto, tadinha da Cachucha.

Nota: Nem vi o padeiro... E vocês também não hihihihihihihihihih... só para a próxima.hihihihihihihihi.
Baronesa de Vilalice
Enviado por Baronesa de Vilalice em 24/05/2006
Código do texto: T162272
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Baronesa de Vilalice
Portugal, 52 anos
71 textos (8119 leituras)
12 áudios (5757 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:35)
Baronesa de Vilalice