CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Diálogo entre Deus e o diabo

Certo dia o Arcanjo Miguel ficou surpreso ao ver no corredor ao lado da sala do Trono de Deus, certo personagem que um dia foi chamado de Lúcifer (anjo de luz) e resolveu interpelá-lo, e disse o Arcanjo:

- Olá, tudo bem, deseja falar com alguém;

- Quero falar com Deus – respondeu Lúcifer;

- Como vão as coisas lá na terra – perguntou curioso o Arcanjo;

- As coisas não estão nada bem – respondeu novamente o Diabo;

- Mais a bíblia diz que o mundo jaz do maligno - provocou o Arcanjo;

- Mais com esse tipo de criatura que Deus criou, eu nunca havia me relacionado, eles são muito piores que os anjos que eu enganei, não assumem nada, tudo o que fazem colocam a culpa em mim – reclamou Satanás;

O arcanjo sorriu e se retirou, pois Deus havia acabado de mandá-lo entrar.

Num diálogo franco, algo difícil na vida desse ser, Lúcifer abriu o seu coração para Deus ao lhe dizer, que não suportava mais as injustas acusações contra ele. Disse ter aprendido muito com a natureza humana ao longo desses seus dez mil anos vagueando sobre a terra. Após se declarar um derrotado em sua causa e dizer que continua trabalhando "freneticamente" para levar o maior número de pessoas possíveis ao destino que lhe aguarda. Afirmou também como tem se sentido com relação a esse convívio nada amistoso com os humanos.

E disse Lúcifer:

- Existe uma classe de pessoas que falam ser servos seus, porém falam muito mais de mim do que propriamente de você. E quando acabam de orar continuam a ter o mesmo estilo de vida, daqueles que dizem não lhe conhecer;

- Mas, existe uma outra classe servos que são muito fiéis a minha palavra e oram de verdade, produzindo uma reviravolta em todo o seu mal intento – respondeu-lhe Deus;

- Eu sei, desses eu tenho medo. Mas quanto a esses inconstantes, eu fico muito chateado com as suas atitudes. Ora estão ao meu lado, ora estão ao seu; eu tenho prazer em atormentá-los, mas quando menos espero, vem os seus anjos para livrá-los das armadilhas que preparo para eles, devido as suas inconstâncias – disse-lhe Lúcifer;

- As minhas misericórdias são as causas deles não serem consumidos – respondeu Deus;

- O que mais me incomoda nessa gente é dizer que tenho mais poder do que realmente eu tenho. Eu sou um pobre diabo, já derrotado e condenado por excelência. Da forma que falam de mim, dizendo inclusive que eu tenho atributos que são exclusivamente seus é um pouco demais. Pensam que faço tudo aleatoriamente, não sabem que eu preciso de sua permissão para tocar em suas vidas – afirmou, Lúcifer;

- Todos na terra são imperfeitos, mas no dia em que aquele que é perfeito voltar, tudo vai mudar na vida dessa gente – disse-lhe Deus;

- Eu sei que Cristo me venceu, mas essa gente é mais acusadora e mentirosa do que eu. Dizem que quero tirar-lhes da Igreja, mentira! Saem porque não te amam de verdade, são frios, calculistas, apáticos, não perdoam os irmãos, estão cheios de pecados e interesses egoístas, dividem as igrejas que freqüentam e no final põem a culpa em mim – falou Lúcifer;

- A minha palavra diz: Sujeitai-vos, pois a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós (Tg 4:7). Infelizmente muitos amaram mais o mundo do que a mim e quanto à decisão? Ela é pessoal e ninguém poderá remir ninguém, mas isso é comigo e eles;

- Tudo bem – respondeu o diabo; - Mas existe uma classe de pessoas que andam por vento de doutrinas, não tem firmeza naquilo que professam e criam para si ídolos de toda espécie, dividindo assim a sua glória. Existe outro grupo, que me servem descaradamente, praticam toda espécie de bruxarias e no final dizem serem cristãos, dá para entender? – desabafou Lúcifer;

- Meu primeiro mandamento diz assim: “Não terás outros deuses diante de mim”, (Ex 20:3). A idolatria e semelhante à feitiçaria. O Apóstolo Paulo falou: Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrifício ao ídolo é alguma coisa? Antes, digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. (1ª Co 10: 19-20). Ele advertia ao povo de Coríntios a não dividir a minha glória, hoje os meus profetas falam a mesma coisa, os advertindo assim: Ouçam o que o Espírito diz a igreja - disse Deus;

E continuando, Deus alertou a Lúcifer: Você já está condenado, não se preocupe com eles. Todo joelho há de se dobrar diante de Jesus Cristo, o Nazareno, aquele que venceu a morte, Senhor e Salvador das almas arrependidas;

– Assim finalizou o diálogo o Todo Poderoso, se despedindo do pobre diabo.
Djalma CMF
Enviado por Djalma CMF em 28/06/2010
Reeditado em 28/09/2012
Código do texto: T2346753
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Djalma CMF
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
2000 textos (108489 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/07/14 17:30)