Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DETURPAÇÃO DO AMOR



13/12/05



Sei que é estranho dizer que o Amor foi a causa da minha ruína.
Afinal, sou um ser de Amor, você também,  e o Amor é tudo.
É a razão de ser de Tudo.
Por isso mesmo, o Amor não pode ser controlado, contido, limitado, escolhido.
Meu erro foi crer que poderia me utilizar dele para prender a Minha Escolhida a mim.
E o grande prisioneiro dessa Ilusão fui eu.
Eu tentava me enganar dizendo a mim mesmo que apenas queria que Ela fosse feliz,
se sentisse especial, única, amada por um Ser de Luz como eu era então.
Não percebia que com isso minha própria Luz se afastava, ia enegrecendo, e por fim, apagava.
Hoje, nas raras vezes que consigo contemplar meu reflexo, vejo que sou um Nada.
Um grande vazio, resultante da profanação do Amor, que se tornou Ódio.

Lágrimas de sangue.

ANJO ZERO

Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 20/09/2006
Código do texto: T244591

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21457 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:54)
Edilene Barroso