Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Átomos dos sentidos

Quando eu estava com sede, peguei um copo e enchi de água. Minha garganta naquele momento não estava com zero água, mas estava com água negativa. Quando comecei a beber água, criaram-se asas em mim, voei na velocidade da luz e fui parar na maior prufundidade do oceano. Fui engolido por uma baleia, sua barriga era Paris que estava com o ar cheirando a perfume de gordura de baleia com rosa vermelha. Trinta e cinco raios cairam na minha cabeça e eu senti uma energia sem limite. Lula apareceu na minha frente e disse: uma vez que somos sem noção, não ganhamos a responsabilidade. Eu não entendi e fui parar no inferno e Satanás me deu um presente inesperado. De repente eu morri e me vi enterrado em uma ilha no meio do nada.
T a n
Enviado por T a n em 25/06/2005
Código do texto: T27654
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
T a n
Condeúba - Bahia - Brasil, 27 anos
31 textos (2090 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:52)
T a n