Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desejo

Estancou maravilhado diante daquele peitaço ali a mostra. E as coxas carnudas então? Deixavam qualquer mortal babando de vontade. Entusiasmou-se com sua pele bronzeada, douradinha, cheirosa. Mas era um sonho quase inatingível para ele, insignificante mendigo. Mesmo assim, resolveu passar o dia esmolando na esperança de conseguir o dinheiro suficiente para saciar o seu desejo “carnal”, afinal também não era ele um filho Deus?
Terminado o dia, notas amassadas dentro dos puídos bolsos, tomou coragem e foi direto ao assunto.
— Boa noite.
— O que há de boa nela? – foi a resposta indelicada.
— Quanto custa? – perguntou apontando com o queixo.
— Dez real, completo.
— Farofinha também?
— Também.
— Vou querer.
Voltou para a praça onde dormia feliz, de posse do suculento frango-assado que tanto sonhara. O arrogante e mal-educado português da padaria que se fodesse.
Lameque
Enviado por Lameque em 23/08/2007
Código do texto: T620983

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Lameque). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lameque
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
90 textos (37994 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 17:22)
Lameque