Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

         A PHARMÁCIA  - CAPÍTULO II

O AMARGO REGRESSO DE TETREX500 E SEU FIEL E DESALMADO ESCUDEIRO - O Sir. LÊ ROY PURGATIVO DA GÔTA BINELLI
- A VINGANÇA DE MERCÚRIO CROMO.

TEXTO: SERRAOMANOEL


 "QUALQUER COINCIDÊNCIA É MERA ALUCINAÇÃO"


No relógio mais pontual da Vila Vitamina C passavam alguns minutos do meio-dia, era um daqueles dias de muito fontol e calor, quando de repente surge Tetrex500 montado em seu cavalo alazão xarope agrião cavalgando a todo galope meio a uma densa nuvem de poeira - CAPACOL! CEPACOL! CEPACOL! Era o amargo regresso e a voltaren100 de Tetrex500 a vila vitamina C, e ao seu lado o fiel escudeiro o cawboy Leroy Purgativo de Merda Nenhuma. Tetrex500 
tinha a face robusterina de tanto ser castigado pelo fontol do deserto, apesar da ansiedade em vingar a morte de mercúrio cromo, este carregava um semblante fechado e com a cara de malvatricin que só ela já era capaz de impresionar e meter mêdo, atravessou toda a cidade indo direto para o bar do Sr. Apracur. Lá chegando todo inflamene pronto para brigar,  sem perca de tempo chamou logo de cara os garçons Anador, Meticoçan e Cebion B2, pedindo-lhes que os mesmos lhes servissem duas doses de Salsa 3 Quinas e uma garrafa de Água Inglesa Granada.  Deteve-se ali então por alguns instantes no balcão do Saloon, e sob olhares passou a vista no lugar, por todo o ambiente, e de repente Tetrex500 desconfiou de que poderia ser vítima de uma grande e ardil emboscada, entreolhou-se com Roy e assim então deu-lhe um clic à cabeça um grande ambrasinto, e então, como forma de defesa, foi ao ataque, resolvendo intimidar a todos ali presentes, indo direto ao canto, bem na penumbra do bar havia um forasteiro, o mais sustacal dos suspeitos que não parava de  se trimedal de medo. Tetrex500 aproximando-se do mesmo perguntou-lhe? - Olá mutacho, buena tarde? Señor, amigo como te chamas? - e responde o forasteiro temeroso:  - mi nobre és Coletor de Fezes señor? E diz-lhe Tetrex500: Tu  gusta de flores Coletor, argui-lhe tetrex500! Gusto mi nobre caballero? Respondeu-lhe o forasteiro já mui borrado das calças, e o que é pior, totalmente foldan e trimedral de medo. Então Tetrex500 em ato de puro reflexo e habilidade feito um raio sacou da baygon a tão temida e niquelada Magnopyrol gotas de 100 ml de cano longo prateada, e assim então passando a detoná-la contra o desafeto, disse-lhe: "hasta la vista, baby merda! E, CATAFLAN! CATAFLAN! CATAFLAN! E já aos berros bradou: ëntão tu terás em teu cajón, em teu túmulo seu filho de uma rifocina capivarol robusterina! E o coitado do pobre forasteiro tombando snow moshaw sobre o próprio corpo, ainda com a voz engasgada encontrando forças também retrucou, dizendo bem na cara de Tetrex500: vai pra baycuten canasten diprospan seu filho de uma proctin! Vai pra  tanakan tenotec cefalin, seu filho de uma cecamin cefalin, vaaaaaiii!!!!!!! seu artrosil filho de uma sanativa colubrina????

E assim, dando o seu último respiro buferin, o Sr. Coletor de Merda,  mentol cânfora, gelol, morreu!

Em meio aquela confusão, eis que surge e adentra o recinto o homem da lei, o mais temido e mal encarado xerife da região, o xerife Xantinon B12 e seus três mosqueteiros: Metiocolin e Extrato-hepático, momentos antes em que já tinham scalpulidos, empreendendo fuga, Tetrex500 e seu fiel escudeiro Roy da Gota Binelli Purgativo de Merda Nenhuma a todo galope: CEPACOL! CEPACOL! CEPACOL! Ao perceber a fuga, o Xerife Xantinon B12 e seus 3 mosqueteiros saem logo atrás a todo galope em perseguição aos dois facínoras: CAPILOTON! CAPILOTON! CAPILOTON! e eis que o inusitado, o imprevisivel acontece? Surge do nada atravessando-lhes o caminho um velhinho montado em sua esquelética e sedenta mula  meio titubeante: COTONETE! COTONETE! COTONETE! quase provoca uma verdadeira tragédia, e  por muito pouco não lhes custara a própria vick. Deu tudo errado, e não foi ainda desta vez que Tetrex500 teve a sua captura pelo xerife, como também  pode vingar a morte do finado mercúrio cromo! Será que ele irá regressar? Te cuida, coronel Ruibarbo Ruão! Pode sobrar para vosmicê? A vingança continua nos próximos capítulos, não percam!!!!



serraomanoel - slz/ma - trinidad - 15.10.2007.








serraomanoel
Enviado por serraomanoel em 14/10/2007
Reeditado em 07/08/2008
Código do texto: T693378

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
serraomanoel
São Luís - Maranhão - Brasil, 57 anos
1502 textos (160830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 01:47)
serraomanoel