Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Viagem ao mundo escuro"

Fui a um mundo que não conhecia.
Entrei em lugares que nunca tinha entrado.
Pessoas dos tipos mais adversos. As más intencionadas eram em número maior que as de boa intenção.
Pessoas, com os mais variados motivos de ali estarem.
Umas fugiam da solidão... Outras dos preconceitos dos homens!
Umas buscavam amizade sincera... Outras, pura safadeza!
Umas queriam enganar a tristeza... Outras apenas esquecer o quanto foram enganadas.
Umas queriam ser amadas... Outras apenas; alguém para ficar.
Umas fugiam da ignorância que as envolvia... Outras só queriam conhecer mais.
Conhecer pessoas, conhecer caminhos...
Conhecer o oculto de um mundo que se clareia por luzes enganosas,
 Atrás de uma ilusória e colorida telinha.


Fui a um mundo que não conhecia... Passei por lá!
Convivi com pessoas que nunca imaginei...
De naturezas tão variadas!
Pessoas que admiram o inferno e o que lá pode se observar,
Pessoas que não tão nem aí para a desigualdade humana,
E que de forma nenhuma, deixam suas sensibilidades falar.
Pessoas que só queriam tirar um barato de outro...
Pessoas que queriam amar e serem amadas...
Sendo estas as que sabem o verdadeiro sentido do amor do Criador.
Pois elas expressam num sorriso, o que só pode ser visto na transparência de suas almas.


Fui a um mundo que não conhecia... Me surpreendi com as pessoa de lá.
Busquei encontrar e conversar com pessoas cultas... Dividir nossas idéias...
Dei de cara com gente de alma suja e muito mal-educadas.
Que riem sem nenhum pudor, do formalismo e educação de outro.
Que prazerosamente magoa, ou que vive esboçando o sodomismo
Pervertendo o dom de Deus, na arte de procriar,
Como se isso fosse algo, que se pudesse banalizar,
Numa atitude prostituta que os limpos não devem olhar,
Para que seus olhos não venham a contaminados os fazer cair,
Nesta  Babilônia pervertida e prestes a sucumbir.


Fui a um mundo que não conhecia... Fiz uma escala lá.
Procurando me redescobrir; meus próprios conceitos rever.
Crescer para uma vida que é eterna e se esconde no incôndito do meu viver.
E no incôndito do meu viver, vi muita gente sem coração.
Gente que acha que o sujo, o louco, o miserável, o negro, o sardento, o deficiente, o velho, o gordo, enfim... O diferente da maioria deve ser abandonado, tem que morrer.
Vi pés limpos naquele mundo enlamaçado e escuro,
Perguntei seu nome; ele disse...
Alma de anjo em forma humana,
Sentimento de príncipe que tem forma de um deus.
Sei que não o posso idolalatrar,
Mas "ele" é a virtude, que faz a poetisa sonhar!


Indo ao mundo que não conhecia, aprendi valorizar mais a vida.
E ver que só vale a pena viver, tendo a imagem de Deus em seu ser.

AnjoLuzPoetiza
Enviado por AnjoLuzPoetiza em 05/11/2007
Reeditado em 29/08/2008
Código do texto: T723805
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
AnjoLuzPoetiza
Alagoinhas - Bahia - Brasil
372 textos (16198 leituras)
2 e-livros (49 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 00:48)
AnjoLuzPoetiza