CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Chamar Político de Ladrão é Crime - Supremo Decidiu

Brasília Urgente
Agencia ADL

Em votação tensa e demorada, o Supremo Tribunal Federal decidiu na tarde da ultima terça feira (17/04) que, chamar políticos de ladrão agora é crime – pena: prisão de 07 dias a 03 meses mais multa de R$ 2.470,00 a R$ 176. 940,00.
Em votação apertada, marcada por debates tensos, os ministros do Supremo decidiram que nenhum político, por mais que tenha roubado e por mais ladrão que seja não pode ser chamado de ladrão até o transito em julgado da sentença.
O relator do processo foi o ministro Ricardo Lewandowisk que acentuou em demorado voto: “ainda que todas as provas sejam cristalinas, e que todas as evidências apontem para a culpabilidade do réu há de se prevalecer sempre o benefício da duvida e o amplo direito de defesa. Ainda mais em se tratando de político que tem, em face da justiça foro privilegiado”.
E como a casa ainda não considerou nenhum político como ladrão, por mais que ele tenha roubado, esta tendência deve prevalecer em futuras votações.
Esta decisão vale não apenas para jornais escritos, falados e televisivos, mas se estende também a blogs e sites particulares ou públicos.
Joaquim Barbosa, tendo pedido vênia para divergir do relator, ainda tentou argumentar que proibir aos cidadãos e a mídia de se referir aos políticos chamando-os de ladrões, atentavam contra a lei de imprensa e ao sagrado e democrático direito de livre pensamento e manifestação.
Tendo sido interrompido de maneira enfática pelo ministro Gilmar Mendes, com o argumento de que não se pode confundir democracia com balburdia e libertinagem, Joaquim Barbosa foi irônico ao sugerir que não se poderia então, por questão de justiça chamar  nenhum ladrão de político, sob o risco de se desequilibrar os preceitos mais primários da Carta Magna: todos são iguais perante a lei.
A ministra Carmem Lúcia que até então se mantinha em cima do muro sofreu um acesso de risos, e proferiu o voto mais rápido de toda historia do Supremo, fazendo suas as palavras do ministro Joaquim Barbosa.
A votação terminou em seis a cinco a favor da criminalização do xingamento do político ladrão, e passa a valer logo após sua publicação no diário oficial do judiciário.
É a chamada Lei do Político Ladrão, sacramentada pelo presidente Cesar Peluso do supremo que terminou dizendo:
“Aprovada esta lei cai o véu da hipocrisia nesta corte. Que os políticos roubem a vontade, mas chamá-los de ladrão, nunca”.

                                           
Alerta – Esta é uma obra de ficção. Os personagens são reais, mas a tal sessão não aconteceu. Considerando-se o alto nível de corrupção na política e o baixo nível de condenação de políticos no Supremo é como se tivesse acontecido. O julgamento do mensalão está aí. Vamos ver se desta vez vai.

João Drummond
Enviado por João Drummond em 18/04/2012
Reeditado em 18/04/2012
Código do texto: T3619534
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
João Drummond
Sete Lagoas - Minas Gerais - Brasil, 61 anos
175 textos (22680 leituras)
3 áudios (260 audições)
4 e-livros (303 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/04/14 06:13)