Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nascimento da emoção. Décimas agalopadas.

Autor: Daniel Fiúza
26/01/2005

Quando o sentimento em mim aflora
Na vontade irresistível de escrever
Do meu ego onde emano esse poder
Envolve-me, de repente a certa hora!
E o poema vai saindo sem demora
O momento pode ser de noite ou dia
Canto alegre, monótono, ou nostalgia,
Quase sempre um poema sincopado
Na emoção fico louco e apaixonado
E o meu peito explodindo de alegria.

Sinto o corpo a tremer de vibração
Nas palavras juntas enamoradas
No complô de compor apaixonadas
Irmanadas no nascer da inspiração
Alocadas pra fazer composição
Fazem elos entre si na empatia
Trazem luzes ao meu estro e alumia
Do poema sou escravo declarado
Na emoção fico louco e apaixonado
E o meu peito explodindo de alegria.

No momento sublime da criação
Os anjos com suas harpas douradas
Nos tocam com canções iluminadas
Provocando no poeta uma sensação
De poder e criar uma ilusão
Nessa hora meu sentido acaricia
Nas palavras vou fazendo alquimia
Com minha verve estou acasalado
Na emoção fico louco e apaixonado
E o meu peito explodindo de alegria.

Domfiuza
Enviado por Domfiuza em 12/03/2006
Código do texto: T122091
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Domfiuza
Santa Barbara D'Oeste - São Paulo - Brasil
1103 textos (142689 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:17)
Domfiuza