Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lampião


Virgulino Ferreira da Silva
Meu querido Lampião
Renasce ó tu das cinzas
E põe em ordem esse sertão

No Brasil continuam as contendas
O governo contra a população
São 67 anos de sua morte
E continua árido o teu chão

O solo ainda é o mesmo
A paisagem é de desolação
Acabaram com as onças pintadas
E as emas não tem mais não

Os coronéis, senhores feudais
Agora são políticos da corrupção
Continuam a roubar do povo
Vida decente e educação

Os cangaceiros já não existem
Agora tem menino de rua ou ladrão
Não chegam a viver até os vinte
Morrem drogados, sem pai ou mãe e sem razão

O Padre Cícero que conhecestes
Hoje é um santo em devoção
Do sofrido povo nordestino
Por quem destes a vida pela libertação

E agora as Marias Bonitas
São prostitutas de plantão
Começam nessa vida ainda meninas
A transar por um pedaço de pão

Ressuscita ó Virgulino
A valentia da população
Prá por ordem no Brasil
A partir dessa eleição!

cacaubahia
Enviado por cacaubahia em 15/05/2006
Reeditado em 02/12/2008
Código do texto: T156614

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cacaubahia
Londrina - Paraná - Brasil, 56 anos
334 textos (36468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:49)
cacaubahia