CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

CADEIRA DE MACARRÃO

Cadeira de macarrão,
que a gente sentava
e brincava.

As roupinha eram pequenas,
lembro como se fosse hoje,
da camisa de bolinha,
da bermuda de amarrar,
que eu sobia no portão,
para aprontar.

As botinhas eram retinhas,
feitas pra o pé não sair do lugar,
ficava todo perturbado,
com aquele sapato que me deixava angustiado.
Alex Santos Bandeira Barra
Enviado por Alex Santos Bandeira Barra em 15/09/2009
Código do texto: T1812016
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alex Santos Bandeira Barra
Inhumas - Goiás - Brasil
1025 textos (42617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/07/14 15:16)