Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Burro

I
NÓIS TAMO AQUI REUNIDO,
ISTICANDO NOSSO OVIDO
PARA ISCUITÁ MAIS MIÓ;
TA CHEGANDO A MINHA VEIZ
DE CONTÁ PRA VANCÊS
ISTORAS QUE SEI DE CÓ.

II
ZÉ CABRITO, AQUI PRESENTE,
JÁ CONTÔ PRÁ TODA GENTE,
UMA ISTÓRA TERESSANTE;
TUDO PRUQUÊ, NUM NATÁ,
VIU UM SAPO FUGENTÁ
UMA DUZA DE ELEFANTE.

III
SIVIRINO NOS CONTÔ
QUE SEU VÉIO BISAVÔ
SE CASÔ CUM TREIS MAARIA;
CÁ TERCERA, VEJA BEM,
JÁ TENDO PRÁ LÁ DE CEM,
CUM ELA TEVE TREIS FÍA.

IV
EU CRIDITO NESSES CAUSO,
MAIS AGORA PEÇO UM PRAZO
PRÁ MINHA HISTÓRA CONTÁ:
TODOS SABE QUE NUM MINTO,
MAS PREGUNTE PRO JACINTO,
QUEM DO CASO DUVIDÁ.

V
EU TIVE UM BURRO CAPENGA,
QUE PODIA SÊ MOLENGA,
MAS SÓ FARTAVA FALÁ;
TINHA TANTO SENTIMENTO
QUE INTÉ OS MEU PENSAMENTO,
SABIA, SEM LI CONTÁ.

VI
QUANDO EU IA TRABAIÁ
NAQUELES CANAVIÁ,
O BURRO ME ACOMPANHAVA;
E, INQUANTO, TODA A SUMANA,
EU IA CORTANDO CANA,
O MEU BURRO AS ISPIAVA.

VII
E SE O SELVIÇO TRAZASSE,
SEM QUE NADA LI FALASSE,
ELE PULAVA NA FRENTE;
E SEM NADA LI PEDI,
CURRIA PRÁ ME ACUDI,
CORTANDO CANA CO’OS DENTE.

VIII
QUANDO O BURRO DESCEU,
DE NADA MERMO VALEU
O DOTÔ VETERINARO;
VENDO QUE O BURRO MURRIA,
EU FUI LÁ NA FREGUESIA,
E CHAMEI O SEU VIGÁRO.

IX
ELE VÊIO CUMA CRUZ
E REZANDO PRÁ JESUS,
O MEU BURRINHO BENZEU;
AO VÊ A CRUZ DO SINHÔ,
O BURRIO SE AJUEIÔ,
DEU TREIS SUSPIRO E MORREU!

X
SE EU TIVERA ALI MURRIDO,
JESUS TERIA FAZIDO
UMA GRANDE CARIDADE!
MEU AMIGO ELE LEVÔ,
MAS NO SEU LUGÁ DEXÔ,
NO MEU PEITO, ESTA SODADE...
Marcos Coutinho Loures
Enviado por Marcos Coutinho Loures em 30/07/2006
Código do texto: T205503
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Coutinho Loures
Muriaé - Minas Gerais - Brasil, 80 anos
29 textos (3212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:36)