Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A BEBIDA E OS MALES SEUS

Chamo sua atenção
Pois agora vou dizer
Dos males que a bebida
Podem ao homem fazer
É vício legalizado
Mas não deveria ser.

Ingerir bebida alcoólica
Não pode ser tão legal
Mexe no comportamento
Faz o homem passar mal
Já vi muito embriagado
Ir parar no hospital.

O pior é que a bebida
Não faz mal só à saúde
Já vi muita gente séria
Ter mudança de atitude
Sob o efeito do álcool
De bonzinho, fica rude.

As famílias também sofrem
Com esse sério problema
Casais já se separaram
Filhos vivem no dilema
E isso é vida real
Não é coisa de cinema.

O alcoolismo não vê cara
E nem classe social
Qualquer um pode ser vítima
Desse vício que é mortal
Pode matar o mendigo
Ou quem tem sangue real.

A sociedade estimula
Tem até comercial
Dizendo que beber pouco
É atitude social
Só que pode virar vício
Até pro intelectual.

Também existe campanha
Pra alertar motorista
Porque a tal da bebida
Já matou muitos na pista
Se for dirigir, não beba
É a regra, não insista.

O país só vive em crise
Só se fala em aperreio
Gente lisa, sem dinheiro
Até eu tô nesse meio
Mas, quando dá sexta-feira
Os bares tão tudo cheio.

E ainda tem aquele
Que sofre “inda” acha graça
Vê que o filho ta com fome
Acha pouca a desgraça
Pega o dinheiro que tem
E manda comprar cachaça.

A bebida é tão cruel
Que denigre o cidadão
É tanto do apelido
Que botam no beberrão
Que consegui ajuntar
Uma grande relação:

Pé de cana, pé inchado,
Viciado, bebedor,
Bêbado, encharcado,
Sorridente, babador.
Também o chamam de “rico”,
“delegado” e “dotô”.

Tem até boca de álcool,
Caninha e papudinho,
Alterado, beberrão,
Biriteiro, Zé copinho,
Meiota, emborcador
E errador de caminho.

Mas, não quero exaltar
A desgraça de quem bebe
Já tentei aconselhar,
Mas conselho não recebe
Quanto mais o tempo passa
Mais sofre com essa febre.

Quem bebe pode ter fama
Ser rico, ser um doutor,
Quando está embriagado
Perde todo seu valor
E pra quem não o conhece
Não passa de um bebedor.
Minha mãe sempre contava
Um exemplo pra lembrar
De um bêbado carregado
Com um homem a lhe ajudar
Quem vê diz: “vem um homem
E um bêbado acolá!”.

A bebida ta em todas
No futebol, no bailão
No nascimento do filho
Na aprovação, promoção.
Quem bebe esquece de Deus
Só quer comemoração.

Muita gente não aceita
Que a bebida lhe faz mal
Usa até o nome de Deus
Na maior cara de pau
Dizendo que tomar cana
É uma coisa normal.

A própria bíblia combate
A bebida e os males seus
É um vício antigo
Desde os tempos dos judeus
E quem for um beberrão
Não herda o reino de Deus.


CONVIDO VOCÊ A VISITAR MEU SITE:
http://www.miltonduarte.prosaeverso.net
MILTON DUARTE
Enviado por MILTON DUARTE em 27/08/2006
Reeditado em 15/09/2006
Código do texto: T226287

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar o nome do autor e o link para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MILTON DUARTE
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 49 anos
170 textos (567244 leituras)
44 áudios (205618 audições)
1 e-livros (80 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:32)
MILTON DUARTE