Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SOMBRA DESTE TEU CORPO


Manoel Lúcio de Medeiros.


1
A sombra deste teu corpo,
Projetada pela luz,
Traz-me uma viva lembrança,
Que minha mente seduz!
Um corpo tão puro e meigo,
Que um dia eu conheci,
Confesso que nesta vida,
Outro igual, jamais eu vi!

2
A sombra deste teu corpo,
Entre o profano e o santo,
A carne exposta num manto,
Que a natureza esculpiu,
Mais bela que o próprio encanto,
Fez minha vida explodir,
Quando perdido em teus braços,
Pude teu corpo invadir!

3
Numa beleza sem par,
Eu vi o teu esplendor,
E cobiçando teu corpo,
Eu te falei de amor!
Seduzido por desejo,
Na boca, te dei meu beijo,
Aquecido no ensejo,
No fogo deste calor!

4
A sombra deste teu corpo,
Revela todo encanto,
Que um dia a alma no pranto,
Na própria carne pariu,
Foi um modelo ferrenho,
Do qual me fez prisioneiro,
Foi teu amor pioneiro,
Que meu coração partiu!

5
A sombra deste teu corpo,
Por onde quer que eu vá,
Levarei esta imagem,
Efígie de flor sem par!
No jardim da minha vida,
Entre espinhos e tantos,
Consolei-te do teu pranto,
Quando choraste de amor!

6
A sombra deste teu corpo,
Ainda deixa saudades,
O contorno dos teus ombros,
Digo, pois, sem ter maldades,
São mais meigos que uma rosa,
Que se abre na manhã,
Um perfume que exala,
De uma loucura tão sã!

7
A sombra deste teu corpo,
Antecipa-me desejos,
Sentir tua boca na minha,
Usufruindo teus beijos,
Ainda traz esperança,
Porque quem ama não cansa,
Mantém a chama que avança,
Do grande amor verdadeiro!

8
A sombra deste teu corpo,
Relembra tantos momentos,
Os quais pensando caduco,
Sozinho em meus pensamentos,
Que o sofrer pelo o amor,
Não deixa o homem isento,
Das marcas que a saudade,
Fere o coração sedento!

9
A sombra deste teu corpo,
Invadiu todo o meu ser,
Por mais que eu fuja na mente,
Jamais irei te esquecer,
A tua imagem gravada,
Na alma vou sempre ter,
E os frutos deste amor,
Pra sempre irei colher!

10
A sombra deste teu corpo,
Eu nunca vou desfazer,
O mundo pode passar,
A vida pode morrer,
Mas a essência da tua alma,
Vai gravada em meu ser,
Eu posso ir pro infinito,
Mas nunca vou te esquecer!


Direitos autorais reservados.


Malume
Enviado por Malume em 02/10/2006
Código do texto: T254335
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:11)
Malume