Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O inferno brasileiro


Autor: Daniel Fiuza
07/10/2006

Ao morrer PC Faria
foi direto pro inferno
chegando lá quem diria
estava em pleno inverno
só na parte do Brasil
onde é que já se viu
no inferno se usar terno.

PC ficou admirado
não escutou o berreiro
estavam todos sorrindo
era o inferno brasileiro
todo mundo agasalhado
muito bem acomodado
sem dor e nem desespero.

- Chegue meu bom amigo!
Disse lampião feliz
o inferno aqui é abrigo
não é o que o povo diz
é só soltar a propina
que a sua dor termina
sei que não é aprendiz.

Você pode escolher
o país que quer ficar
no Brasil é só lazer
venha que vou lhe mostrar
aqui é só tem alegria
sorrisos e simpatia
daqui você vai gostar.

Nem queira sair daqui
qualquer inferno detona
o do Brasil não é ruim
aqui nada funciona
tudo aqui se dá jeitinho
só precisa ter padrinho
Pra se dormir na poltrona.

Sem fogo há mais mil anos
a caldeira tá quebrada
está tudo em abandono
isso aqui é só fachada
o inferno é um paraíso
fica aqui quem tem juízo
ou vira alma penada.

Não acendem a fogueira
falta fósforo pra acender
o diretor faz besteira
nunca aparece pra ver
só vem pegar o salário
faz todo mundo de otário
quem reclamar vai sofrer.

Eu chego a sentir frio
sinto falta do calor
queria o verão do rio
para pegar uma cor
ás vezes faço fogueira
parece até brincadeira,
mas é verdade doutor.

Os garfos e os tridentes
sumiram nem usam mais
estamos todos contentes
esqueceram como faz
não tem faca nem facão
cortaram o chifre do cão
sofrimento aqui, jamais.

Já apagaram o forno
lá dentro fica gelado
um cobertor é consolo
pra se dormir sossegado
sinto falta é da quentura
para queimar minha gordura
tô meio preocupado.

Á piscinas de água quente
não tem água nem formol
fica seca é ta servindo
só pra jogar futebol
praticamos o esporte
e mesmo depois da morte
faz parte do nosso rol.

O capetão Já sumiu
fugiu para o estrangeiro
deu um desfalque e partiu
levou daqui o dinheiro
Prum paraíso fiscal
Por aqui é normal
e esse né o primeiro.

Acabou verba do ano
agora Pedem emprestado
Pro inferno americano
ficando endividado
a dívida externa cresce
a grana nunca aparece
E o espírito fica lesado.

Ninguém nunca é molestado
por falta de diabinhos
eles não têm trabalhado
Nunca vi os vermelhinhos
Batem o ponto e vão embora
pro trabalho nem dão bola
e nem tem ponta os rabinhos.

Até já fiz uma queixa
quis falar com o gerente
a secretária disse: - deixa!
aqui é tudo parente
se ferra quem denuncia
transferido noutro dia
prum inferno diferente.

Nunca vi o fogo eterno
que queima eternamente
só se for coisa do inferno
de outro país eminente
aqui a vida é lazer
venha morrer com prazer
eternamente contente.

PC adorou inteiro
e quis morar por ali
do inferno brasileiro
nunca mais que quis sair
vive na tranqüilidade
sem sentiu qualquer saudade
de lá jamais quer partir.

Agradeceu a lampião
o amigo cangaceiro
achou uma sensação
o inferno brasileiro
agora tá esperando
a chegada do Fernando
o seu amigo e parceiro.
Domfiuza
Enviado por Domfiuza em 07/10/2006
Código do texto: T259036
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Domfiuza
Santa Barbara D'Oeste - São Paulo - Brasil
1103 textos (142651 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:11)
Domfiuza