Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SALVAÇÃO DE ZAQUEU.

Poesia bíblica de:
Pastor Manoel Lúcio de Medeiros.
Fortaleza, 16 de Dezembro de 2004.
Lucas cap. 19. 1- 9.

1
E Jesus um certo dia,
Em Jericó ele entrou,
E atravessava a cidade,
Quando alguém logo o olhou,
Era Zaqueu o publicano,
Homem rico, sem igual,
Que queria ver Jesus,
Por ser baixo, e não podia,
Pois a grande multidão,
De seus olhos o encobria!

2
Correndo a frente de todos,
Num sicômoro subiu,
Pois queria ver o mestre,
Salvador tão varonil;
Jesus passando por ele,
De repente lhe falou:
Vem Zaqueu desce depressa,
Que quero te visitar,
E hoje na tua casa,
Eu vou agora pousar!

3
Veio Zaqueu com alegria,
E recebeu a Jesus,
Levando-o pra sua casa,
Logo a encheu de luz!
E a multidão murmurava,
Protestando o Senhor,
Que Zaqueu o publicano,
Homem de tantos enganos,
Que ao povo fez seus danos,
Era um grande pecador!

4
Zaqueu olhou pra Jesus,
E começou a falar,
Mestre este nosso encontro,
Fez minha vida transformar!
A metade de meus bens,
Aos pobres resolvo dar,
E se eu roubei a alguém,
Hoje vou indenizar,
Devolvendo quatro vezes,
Pra minha vida consagrar!

5
Jesus olha pra Zaqueu
E lhe diz com segurança,
Salvação pra esta casa,
Hoje veio sem tardança,
Tu és filho de Abraão,
E te digo com amor,
Porque o filho do homem,
Veio salvar ao pecador,
Mesmo que seja um perdido,
É salvo pelo o Senhor!



Direitos autorais reservados.




Malume
Enviado por Malume em 03/11/2006
Código do texto: T280747
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Malume
Fortaleza - Ceará - Brasil
452 textos (16865 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:08)
Malume