Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

João de José

     José nada sente,
     Não chora candente.
     José nunca mente,
     Mentira? Consente.

       José ama a tudo,
       Porque nada tem.
       José fica mudo,
       José do absurdo.

         João nada ganha,
         Não chora façanha.
         João sem leseira,
         Na face faceira.

           João lê escritas,
           Porém nada escreve.
           João só no mundo,
           João moribundo.

              João só tem fé,
              Da Silva e Pereira.
              José de Oliveira,
              João de José.
Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 27/06/2005
Código do texto: T28319

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351737 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:40)
Nel de Moraes