Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor entre irmãs

Atravéz da poesia
Eu vou homenagiar
Minhas queridas irmãs
E uma a uma abraçar
Vou registrar todas elas
E em todas vou falar

Eu amo as minhas irmãs
Todas elas são legal
Eu tenho por todas elas
Um amor especial
Cada uma é diferente
Mais também quem é igual

Não vou falar em irmãs
Pois pra me não tá completo
Vou falar o nome delas
E também do meu afeto
Não vou me julgar poeta
Só vou me julgar correto

Começo pela Toinha
Que é minha irmã primeira
Nós somos grandes amigas
Nossa amizade é verdadeira
Com ela fiz travessuras
Pela Fortaleza inteira

Eu junto com a Toinha
Até o sete pintava
Andavamos sempre juntas
A gente não desgrudava
A gente aprontava tanto
Que até Deus duvidava

Mais o tempo foi passando
E os amores chegaram
Foi uma pra cada lado
Quase que nos separaram
Mais o amor foi maior
E as irmãs se juntaram

Agora falo da Ana
Que é a minha segunda irmã
Ném é carne ném é peixe
Parece mais com maçã
Não se preocupa com hoje
Muito menos com o amanhã

Ela é uma pessoa simples
Pra ela tá tudo bem
Não gosta de confusão
Ném se zanga com ninguém
Eu adoro a Aninha
E quero bem também

Agora é a vez da Joana
Que é a minha irmã terceira
Ela é mais que uma irmã
É amiga e companheira
Eu lhe acho a mais humilde
Que tem na família inteira

Ela gosta de servir
Está pronta pra ajudar
Não gosta da vida alheia
Da sua vive a cuidar
Um abraço minha irmã
Deus possa te abençoar

E a minha quarta irmã
Ela se chama Mazé
Parada pra desmantelo
Valente igual a jacaré
Além de irmã é amiga
Eu adoro essa mulher

A Mazé é batalhadora
Bonita simpática e bela
Gosta muito de amar
E cuidar da vida dela
Deus abençoe minha mana
É o que eu desejo a ela

O nome da quinta irmã
Eu vou lhe dizer agora
Ela se chama Jujú
Tão nova e já é senhora
Lhe criei desde pequena
Desde a primeira hora

Ela é minha irmã mais nova
A querida casulinha
Nós sempre fomos amigas
Desde ela pequenininha
Somos amigas até hoje
A Jujú e a Neguinha

Já falei das minhas irmãs
E vou continuar falando
E por elas o meu amor
Cada dia vai aumentando
Me desculpe oh meninas
Que eu só tava brincando

Eu amo as minhas irmãs
Somos felizes demais
Dá mais velha a mais nova
Pra me são todas iguais
Somos seis belas irmãs
Somos todas bem legais

Sou a mais velha da turma
Isso não quer dizer nada
Eu amo as outras cinco
Minhas irmãzinhas amada
Quando se juntam as seis
A festa é bem animada

Eu amo as minhas irmãs
Com um amor verdadeiro
Para nós não interessa
Quem foi que nasceu primeiro
Somos Amigas pra sempre
No sol ou no chuvueiro

Entre eu e minhas irmãs
Há uma bela amizade
Somos seis belas mulheres
Que se amam de verdade
Preservamos a família
Sem nenhuma falsidade

O poema das minhas irmãs
Agora vai terminar
Pras minhas queridas manas
Um beijão eu vou deixar
E dizer pra todas elas
Que sempre vou as amar.                                                     Autora:Lucirene.
 

Poetisa Nega
Enviado por Poetisa Nega em 10/11/2011
Código do texto: T3327368
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Poetisa Nega
Pentecoste - Ceará - Brasil, 49 anos
106 textos (7888 leituras)
1 áudios (15 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/12/14 05:46)
Poetisa Nega



Rádio Poética