Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MENTIRA E A VERDADE.

Olá prezados amigos,
De volta mais uma vez,
Com esse nobre cordel,
Só pra mostrar a vocês,
Como são as diferenças,
Causas as conseqüências,
Entre engano e lucidez.

Quero falar com detalhe,
E com muita qualidade,
Quais sejam as diferenças,
Entre mentira e verdade,
Espero que ao terminar,
Eu consiga lhes provar,
Qual a maior necessidade.

A mentira meus amigos,
Muda qualquer conclusão,
Deixa o homem prisioneiro,
De sua própria invenção,
Corrompe corpo e mente,
E aquele que consente,
Fica refém desse cão.

Por outro lado a verdade,
É forte e invencível,
Embora que seja tarde,
Age de forma incrível,
Tira o mal entendido,
Invertendo o sentido,
Que parecia impossível.

A mentira quando entra,
Seu intento e destruir,
Deixa qualquer ambiente,
Sendo sólido a ruir,
E aquele que nela crer,
Por certo vai perecer,
Quando a verdade fluir.

Já a verdade é benigna,
Em qualquer ocasião,
Mesmo que ela machuque,
É sempre o melhor refrão,
Quando ela é confirmada,
Deixa a alma confortada,
Mas faz bem ao coração.

A mentira é traiçoeira,
Cheia de contrafação,
E tem por pai a satanás,
Autor de tal maldição,
Nunca age de improviso,
Tem movimentos precisos,
Em sua esfera de ação.

Já a alteza verdade,
É uma rainha singular,
No coração que habita,
Dar força pra triunfar,
Ilumina a consciência,
É a maior eloqüência,
Pra mentira se afastar.

Todo aquele nessa vida,
Que a mentira se apegar,
Vai sorver dos resultados,
Que a ele reservado está,
O seu prêmio é o lamento,
Bem no exato momento,
Que  a verdade chegar.

Já o que fala a verdade,
Não há de que se esconder,
Pois é ela o único trunfo,
Para a mentira conter,
Veja qualquer cidadão,
Com a verdade na mão,
Faz o mentiroso tremer.

Vejam só que a mentira,
Fez Adão perder seu lar,
Fez Jacó viver errante,
E sem querer viajar,
Na casa de um parente,
Distante de sua gente,
Até o seu preço pagar.

Peregrinou vinte anos,
Nas terras do Tio Labão,
Escondido na distância,
Com medo de seu irmão,
Passou o que não pediu,
E nunca mais a mãe viu,
Como preço dessa ação.

Por outro lado a verdade,
É reta não manda recado,
Foi assim que fez José,
Quando foi interrogado,
É certo que foi pra prisão,
Mas teve sua ascensão,
No tempo determinado.

De preso a governador,
Foi o prêmio recebido,
Quem abraça a verdade,
Às vezes corre perigo,
Não ficou preocupado,
Pois  Deus estava ao lado,
Pra livrar-lhe do perigo.

Não é atou que a Bíblia,
Diz que não tem salvação,
Todo que ama a mentira,
E se apega a ela então,
Que na linda nova terra,
O mentiroso se ferra,
Não passa nem no portão.

E aí viram as diferenças,
Entre mentira e verdade?
Viram como cada uma,
Mostram-se na sociedade?
Em qualquer escala social,
A mentira é grande mal,
Desde a velha antiguidade.

Cosme B Araujo.
18/06/2012.
CBPOESIAS
Enviado por CBPOESIAS em 20/06/2012
Código do texto: T3734643
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CBPOESIAS
Porto Velho - Rondônia - Brasil
1481 textos (107209 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/14 21:06)
CBPOESIAS



Rádio Poética